Contents

The direct exam shows the yeast aspect of Sporothrix schenckii in the diagnosis of feline sporotricosis. (Silva et al., p. 1768)
The direct exam shows the yeast aspect of Sporothrix schenckii in the diagnosis of feline sporotricosis. (Silva et al., p. 1768)
Livestock Diseases
Antibiofilm activity of Croton urucurana compounds against Staphylococcus aureus isolated from mastitis in dairy cattle, 38(9):1713-1719

Abstract in English:

ABSTRACT.- Nader T.T., Coppede J.S., Taleb-Contini S.H., Amaral L.A. & Pereira A.M.S. 2018. [Antibiofilm activity of Croton urucurana compounds against Staphylococcus aureus isolated from mastitis in dairy cattle.] Atividade antibiofilme de substâncias de Croton urucurana em Staphylococcus aureus isolado de mastite bovina. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1713-1719. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho”, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: talitanader@hotmail.com Mastitis in dairy cattle is the disease that impacts dairy production the most; Staphylococcus aureus is the main causative agent of this condition. The genus Staphylococcus has the ability to produce biofilms, an important mechanism of antibiotic resistance. Bearing in mind that plants have therapeutic action, this study investigated the in vitro antibiofilm activity of the plant extract and compounds isolated from the species Croton urucurana, native to the Brazilian Cerrado, against Staphylococcus aureus isolated from the milk of cows with mastitis, as well as the antibiotic gentamycin and vancomicyn. The antibiofilm activity was evaluated by means of violet crystal and the counting of Colony Forming Units. The images were obtained by scanning electron microscopy. The C. urucurana crude extract and fraction displayed better antibiofilm effect than gentamycin; their antibiofilm action was similar to the action of vancomycin. Compared with all the assessed treatments, the isolated compound α-Costol was significantly more active it reduced six logarithmic cycles of the bacterial population composing the biofilm. The phytocomplexs and the α-Costol substance isolated from Croton urucurana are promising in the fight against one of the main etiological agents of bovine mastitis.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Nader T.T., Coppede J.S., Taleb-Contini S.H., Amaral L.A. & Pereira A.M.S. 2018. [Antibiofilm activity of Croton urucurana compounds against Staphylococcus aureus isolated from mastitis in dairy cattle.] Atividade antibiofilme de substâncias de Croton urucurana em Staphylococcus aureus isolado de mastite bovina. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1713-1719. Departamento de Medicina Veterinária Preventiva, Universidade Estadual “Júlio de Mesquita Filho”, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castellane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: talitanader@hotmail.com A mastite bovina é a enfermidade que causa maior impacto na produção leiteira, sendo o microrganismo Staphylococcus aureus o mais prevalente. Este gênero possui a capacidade de produzir biofilmes que é um importante mecanismo de resistência aos antibióticos. Considerando a capacidade terapêutica das plantas, a espécie Croton urucurana, nativa do Cerrado, foi alvo do presente estudo, que teve como objetivo avaliar a atividade antibiofilme in vitro do extrato vegetal e substâncias isoladas desta espécie, frente Staphylococcus aureus, isolados de leite de vacas com mastite, bem como dos antibióticos gentamicina e vancomicina. A atividade antibiofilme foi avaliada por meio do cristal violeta e da contagem de unidades formadoras de colônia. As imagens foram obtidas por microscopia eletrônica de varredura. O extrato bruto e frações de C. urucurana apresentaram atividade antibiofilme superior à gentamicina e semelhante à vancomicina, enquanto a substância isolada α-Costol foi significativamente mais ativa quando comparada aos demais tratamentos avaliados, reduzindo cerca de 6 ciclos logarítmicos da população bacteriana em biofilme. Conclui‑se que os fitocomplexos e a substância α-Costol isolados de Croton urucurana são promissores no combate a um dos principais agentes etiológicos da mastite bovina.


Welfare in horses of the Jockey Club Paraná: clinic ethologic indicators and circadian rhythm of cortisol, 38(9):1720-1725

Abstract in English:

ABSTRACT.- Gontijo L.A., Cassou F., Duarte P.C., Lago L.A., Alves G.E.S., Melo M.M. & Faleiros R.R. 2018. [Welfare in horses of the Jockey Club Paraná: clinic ethologic indicators and circadian rhythm of cortisol.] Bem-estar em equinos do Jockey Club do Paraná: indicadores clínicos, etológicos e ritmo circadiano do cortisol. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1720-1725. Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Cx. Postal 567, Belo Horizonte, MG 31270-901, Brazil. E-mail: faleirosufmg@gmail.com The objective was to study indicative parameters of welfare in 30 race horses evaluated for temperament, behavior, clinical parameters (general condition, abrasions, body score, colic in the last year, heart and respiratory rates) and plasma cortisol levels (morning, afternoon and circadian rhythm). All animals presented good general physical condition, normal clinical parameters for the species and no colic episodes in the year preceding the study. However, 36.7% of animals had stereotypies. Despite the high incidence of altered circadian cortisol rhythmicity (CCR) within the group of animals with abnormal behavior (63.64%), there was no statistical difference (P>0.05) when compared with the incidence in the group animals without stereotyping (31.58%). Four animals with stereotypic behavior carried devices to restrict the expression of anomalies. All these four individuals had altered CCR, showing that restricting the stereotypic behavior of a horse increases 18 times the chances of altered CCR when compared to an individual with normal behavior. The horses of the Jockey Club of Paraná, despite having good physical condition compared to previous national studies, had behavioral and adrenocortical function consonant with chronic stress changes. The results also corroborate previous concepts of stereotyping as stress relieving in horses, and that the use of its physical restriction increases the chances of disturbances in cortisol metabolism.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Gontijo L.A., Cassou F., Duarte P.C., Lago L.A., Alves G.E.S., Melo M.M. & Faleiros R.R. 2018. [Welfare in horses of the Jockey Club Paraná: clinic ethologic indicators and circadian rhythm of cortisol.] Bem-estar em equinos do Jockey Club do Paraná: indicadores clínicos, etológicos e ritmo circadiano do cortisol. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1720-1725. Escola de Veterinária, Universidade Federal de Minas Gerais, Av. Presidente Antônio Carlos 6627, Cx. Postal 567, Belo Horizonte, MG 31270-901, Brazil. E-mail: faleirosufmg@gmail.com Com o objetivo de estudar parâmetros indicativos de bem-estar, 30 equinos de corrida foram avaliados quanto ao temperamento, comportamento, parâmetros clínicos (condição geral, escoriações, escore corporal, cólicas no último ano, frequências cardíaca e respiratória) e níveis de cortisol plasmático (matutino, vespertino e ritmo circadiano). Todos os animais apresentaram boas condições físicas gerais, parâmetros clínicos normais para a espécie e não tiveram cólica no ano anterior ao estudo, demonstrando a preocupação dos tratadores com a saúde física dos animais. Contudo, 36,7% dos animais estudados apresentavam estereotipias. Apesar da alta incidência de indivíduos com ritmo circadiano do cortisol (RCC) alterado dentro do grupo de animais com comportamentos anormais (63,64%), não foi encontrada diferença estatística (P>0,05) quando comparado com a incidência do grupo de animais sem estereotipia (31,58%). Quatro animais com estereotipia portavam dispositivos para restringir a expressão de anomalias. Desses, todos apresentaram RCC alterado, permitindo demonstrar que equinos restringidos fisicamente de realizar sua estereotipia apresentam 18 vezes mais chances de ter alteração no RCC do que um animal de comportamento normal. Conclui-se que os equinos do Jockey Club do Paraná, apesar de apresentarem condições físicas satisfatórias comparados a estudos nacionais anteriores, possuíam alterações comportamentais e de função adrenocortical compatíveis com estresse crônico. Os achados também corroboram noções prévias de que a estereotipia é uma forma de tentar aliviar o estresse crônico em equinos, e que o uso de meios físicos para restringir sua manifestação aumenta a chance de distúrbios no metabolismo do cortisol.


Cryopreservation of boar semen in 0.5mL straws at low spermatozoa concentration is better than high concentration to maintain sperm viability, 38(9):1726-1730

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ravagnani G.M., Torres M.A., Leal D.F., Martins S.M.M.K., Papa F.O., Dell’Aqua Junior J.A., Alvarenga M.A. & Andrade A.F.C. 2018. Cryopreservation of boar semen in 0.5mL straws at low spermatozoa concentration is better than high concentration to maintain sperm viability. [A manutenção da viabilidade do sêmen suíno criopreservado em palhetas de 0,5mL em baixas concentrações espermáticas é melhor do que em altas concentrações.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1726-1730. Núcleo de Pesquisa em Suínos, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: andrefc@usp.br To date, no studies have been performed evaluating the effect of boar spermatozoa concentration in 0.5mL freezing straws, leading us to examine this question. Each sperm&#8209;rich fraction of the ejaculate (n=25) was diluted at five different sperm concentrations (100, 200, 300, 600 and 800 x 106 spermatozoa/mL), packaged in 0.5mL straws, and subsequently frozen. After thawing, the sperm from all of treatment groups were analyzed to determine motility characteristics using a sperm class analyzer (SCA-CASA), and their plasma and acrosomal membrane integrity, mitochondrial membrane potential, sperm membrane lipid peroxidation and fluidity were analyzed by flow cytometry. An increase in spermatozoa concentration above 300x106 spermatozoa/mL in a 0.5mL straw impaired (p<0.05) the total and progressive motility, curvilinear velocity, straight-line velocity, linearity and beat cross frequency. However, the plasma and acrosomal membrane integrity, mitochondrial membrane potential, membrane lipid peroxidation and fluidity were not influenced (p>0.05) by high spermatozoa concentrations at freezing. Therefore, to increase spermatozoa survival and total and progressive motility after thawing, boar spermatozoa should be frozen at concentrations up to 300x106 spermatozoa/mL.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ravagnani G.M., Torres M.A., Leal D.F., Martins S.M.M.K., Papa F.O., Dell’Aqua Junior J.A., Alvarenga M.A. & Andrade A.F.C. 2018. Cryopreservation of boar semen in 0.5mL straws at low spermatozoa concentration is better than high concentration to maintain sperm viability. [A manutenção da viabilidade do sêmen suíno criopreservado em palhetas de 0,5mL em baixas concentrações espermáticas é melhor do que em altas concentrações.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1726-1730. Núcleo de Pesquisa em Suínos, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade de São Paulo, Pirassununga, SP 13635-900, Brazil. E-mail: andrefc@usp.br Até o momento, não foram realizados estudos que avaliassem o efeito da concentração de espermatozoides/mL em palhetas (0,5mL) para a criopreservação, levando-nos a analisar esta questão. Cada fração-rica do ejaculado (n=25) foi diluída em cinco diferentes concentrações de espermatozoides (100, 200, 300, 600 e 800x106 espermatozoides/mL), envasadas em palhetas de 0,5mL e posteriormente congeladas. Após a descongelação, os espermatozoides de todos os tratamentos foram avaliados a fim de determinar as características de motilidade usando um sistema de análise computadorizada dos espermatozoides (SCA-CASA). A integridade das membranas plasmática e acrosomal, o potencial de membrana mitocondrial, a peroxidação lipídica e a fluidez da membrana foram analisadas por citometria de fluxo. O aumento na concentração de espermatozoides acima de 300x106 espermatozoides/mL diminuiu (p<0,05) a motilidade total e progressiva, velocidade curvilínea, velocidade linear, linearidade e frequência de batimento. No entanto, a integridade da membrana plasmática e acrosomal, potencial de membrana mitocondrial, peroxidação lipídica e fluidez de membrana não foram influenciados (p>0,05) por altas concentrações de espermatozoides durante a criopreservação. Portanto, a fim de melhorar a sobrevivência dos espermatozoides suínos e a motilidade total e progressiva após a descongelação, os espermatozoides suínos devem ser congelados a concentrações não superiores a 300x106 espermatozoides/mL.


Detection of Aeromonas spp. and virulence gene aerolysin in Nile tilapia (Oreochromis niloticus) using PCR technique, 38(9):1731-1735

Abstract in English:

ABSTRACT.- Kim F.J.P., Silva A.E.M., Silva R.V.S., Kim P.C.P., Acosta A.C., Silva S.M.B.C., Sena M.J. & Mota R.A. 2018. [Detection of Aeromonas spp. and virulence gene aerolysin in Nile tilapia (Oreochromis niloticus) using PCR technique.] Detecção de Aeromonas spp. e do gene de virulência aerolisina em tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) com a técnica de PCR. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1731-1735. Departamento de Desenvolvimento Educacional, Curso de Tecnologia em Agroecologia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Campus Barreiros, Fazenda Sapé s/n, Zona Rural, Barreiros, PE 55560-000 Brazil. E-mail: fernando_kim@barreiros.ifpe.edu.br Infections caused by bacteria of the genus Aeromonas are among the most common diseases in fish farming systems worldwide, and this disease occurs in all countries which have Nile tilapia (Oreochromis niloticus) farmed. The present work describes the development of a new multiplex PCR (mPCR) technique that diagnosis the genus Aeromonas and detects aerolysin gene (aerA). Reference strains of several Aeromonas species and other genera were used for standardization of mPCR. Strains of A. hydrophila from “pacaman” fish (Lophiosilurus alexandri) and Aeromonas spp. from Nile tilapia from farming systems were used too. Primers were designed based on the 16S rRNA region and aerA (aerolysin toxin). To verify a better annealing temperature were used gradients between 59°C and 61°C with 40ng of the DNA template. The 16S rRNA gene and the aerA gene amplification products showed 786 and 550 bp, respectively. The mPCR showed better annealing temperature at 57.6°C, and the detection limit for both genes (16S rRNA and aerA) was 10-10g/&#956;L of the DNA. The standardized mPCR is quick, sensitive, and specific for Aeromonas spp. diagnosis and to detect aerolysin gene. This method showed advantages when compared to the conventional diagnostic methods and can be used in Nile tilapia or other fish farming systems. The detection of aerolysin gene is an important tool to determine the potential pathogenicity of Aeromonas spp. isolates.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Kim F.J.P., Silva A.E.M., Silva R.V.S., Kim P.C.P., Acosta A.C., Silva S.M.B.C., Sena M.J. & Mota R.A. 2018. [Detection of Aeromonas spp. and virulence gene aerolysin in Nile tilapia (Oreochromis niloticus) using PCR technique.] Detecção de Aeromonas spp. e do gene de virulência aerolisina em tilápias do Nilo (Oreochromis niloticus) com a técnica de PCR. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1731-1735. Departamento de Desenvolvimento Educacional, Curso de Tecnologia em Agroecologia, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Pernambuco, Campus Barreiros, Fazenda Sapé s/n, Zona Rural, Barreiros, PE 55560-000 Brazil. E-mail: fernando_kim@barreiros.ifpe.edu.br As infecções causadas por bactérias do gênero Aeromonas estão entre as doenças mais comuns em peixes cultivados em todo o mundo, com ocorrência de aeromoniose em todos os países que possuem cultivo de tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). O presente trabalho descreve o desenvolvimento de uma nova multiplex PCR (mPCR) para diagnóstico de Aeromonas spp. e identificação do gene aerolisina (aerA). Para padronização da mPCR foram utilizadas cepas de referência de várias espécies do gênero Aeromonas e de outros gêneros. Também foram usadas cepas de campo de A. hydrophila oriundas de cultivos de peixes pacamãs (Lophiosilurus alexandri) e Aeromonas spp. de tilápias do Nilo. Os primers foram desenhados com base na região 16S rRNA e aerA. Para verificar a melhor temperatura de anelamento foram utilizados gradientes entre 59°C a 61°C com 40ng de DNA molde. Os produtos da amplificação da região 16S rRNA e do gene aerA apresentaram 786 e 550pb, respectivamente. A mPCR apresentou melhor temperatura de anelamento a 57,6°C com limite de detecção das concentrações de DNA em ambos genes (16S rRNA and aerA) de 10-10g/µL. A mPCR padronizada é rápida, sensível e específica no diagnóstico de Aeromonas spp. e identificação do gene aerolisina. Esta metodologia apresenta vantagens quando comparada aos métodos de diagnóstico convencionais, podendo ser utilizada em cultivos comerciais de tilápias do Nilo ou outros peixes. A identificação do gene aerolisina é uma importante ferramenta na determinação do potencial patogênico dos isolados de Aeromonas spp. estudados.


Detection of Listeria spp. in cattle and environment of pasture-based dairy farms, 38(9):1736-1741

Abstract in English:

ABSTRACT.- Matto C., Varela G., Braga V., Vico V., Gianneechini R.E. & Rivero R. 2018. Detection of Listeria spp. in cattle and environment of pasture-based dairy farms. [Detecção de Listeria spp. em gados leiteiros no meio ambiente com base na pastagem.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1736-1741. Laboratorio Regional Noroeste DILAVE “Miguel C. Rubino”, Ministerio de Ganadería, Agricultura y Pesca, Ruta 3 Km 369, C.P. 60.000, Paysandú, Uruguay. E-mail: cmatto@mgap.gub.uy The aim of the study was to detect Listeria spp., particularly Listeria monocytogenes, in cattle and environment of pasture based dairy farms in Paysandú, Uruguay. A two-stage sampling was conducted, 10 farms were selected by probability proportional to size. A single visit was made to each farm. Samples from bovine faeces, feedstuffs, bulk tank milk, drinking water and soil from the entry and exit pens of the milking parlour were collected for bacteriological studies. PCR assays were used to confirm species and determine the serotype profile of L. monocytogenes isolates. AscI-pulsed-field gel electrophoresis was done to genetically compare them. Listeria spp. were isolated from eight of ten dairy farms, whereas L. monocytogenes in three of them. Serotype distribution in L. monocytogenes was as follows: 1/2a, three isolates; 4b, one isolate. L. monocytogenes or L. innocua excreted from clinically healthy milking cows was detected via faeces. In feedstuffs, only one L. monocytogenes 1/2a isolate from a pasture was obtained. The strain was identical by PFGE to an isolate 1/2a obtained from a pool of milking cow feces that grazed on this farm. No isolation of Listeria spp. was retrieved from the bulk tank milk or drinking water from any of the farms. Listeria innocua was detected in 13 feedstuffs and seven samples of soil from the entry and exit pens of the milking parlour. This is a first local study that confirms the presence of Listeria spp. including L. monocytogenes in healthy cattle and environment of pasture-based dairy farms. These results suggest the potential role that healthy cattle and their sub-products would play as a source of these agents for humans and/or others animals. More detailed studies that include genetic comparison of human and animal isolates are required in order to clearly establish the epidemiological relationship.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Matto C., Varela G., Braga V., Vico V., Gianneechini R.E. & Rivero R. 2018. Detection of Listeria spp. in cattle and environment of pasture-based dairy farms. [Detecção de Listeria spp. em gados leiteiros no meio ambiente com base na pastagem.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1736-1741. Laboratorio Regional Noroeste DILAVE “Miguel C. Rubino”, Ministerio de Ganadería, Agricultura y Pesca, Ruta 3 Km 369, C.P. 60.000, Paysandú, Uruguay. E-mail: cmatto@mgap.gub.uy O objetivo deste trabalho foi detectar a presença de bactérias do gênero Listeria e particularmente Listeria monocytogenes, em bovinos leiteiros no ambiente de Paysandú, Uruguai. Foi realizada uma amostragem em duas etapas, dez estabelecimentos foram selecionados por probabilidade proporcional ao tamanho. Foi realizada uma única visita a cada propriedade. Foram coletadas amostras para cultura bacteriológica de matéria fecal bovina, além de alimentos, leite do tanque de resfriamento, água e solo na entrada e saída da sala de ordenha. Com os isolados de L. monocytogenes foi realizado PCR para a confirmação da espécie e determinação do perfil do serotipo. AscI-elctroforese em gel de campo pulsado foi realizado para compará-los geneticamente. Listeria spp. foram isoladas de oito de dez estabelecimentos, enquanto L. monocytogenes foram detectadas em três deles. A distribuição dos serotipos nos isolados de L. monocytogenes recuperados foi: 1/2a três isolados, 4b um isolado. Foram detectadas vacas leiteras clinicamente sadias &#8203;&#8203;que excretaram L. monocytogenes ou L. innocua nas fezes. Dos alimentos do gado houve só um isolamento de L. monocytogenes 1/2a em uma pastagem. Esta estirpe foi idêntica no PFGE a um isolado 1/2a obtido de uma “piscina” de fezes de vacas leiteiras do mesmo estabelecimento. Não houve isolamento de Listeria no leite do tanque de resfriamento ou na água de nenhum dos estabelecimentos. Listeria innocua foi detectada em 13 alimentos para o gado e sete amostras de solo na entrada e saída da sala de ordenha. Este parece ser o primeiro estudo local que confirma a presença de Listeria spp. incluindo L. monocytogenes em vacas leiteiras sadias e no meio ambiente de propriedades leiteiras com base alimentícia na pastagem. Esses resultados sugerem o potencial de vacas sadias e seus subprodutos como possível fonte desses agentes para humanos e/ou outros animais. São necessários estudos mais detalhados que incluem a comparação genética de isolados humanos e de animais para estabelecer claramente seu relacionamento epidemiológico.


Mastitis in dairy goats from the state of Minas Gerais, Brazil: profiles of farms, risk factors and characterization of bacteria, 38(9):1742-1751

Abstract in English:

ABSTRACT.- Lima M.C., Souza M.C.C., Espeschit I.F., Maciel P.A.C.C., Sousa J.E., Moraes G.F., Ribeiro Filho J.D. & Moreira M.A.S. 2018. Mastitis in dairy goats from the state of Minas Gerais, Brazil: profiles of farms, risk factors and characterization of bacteria. [Mastite em cabras de leite no estado de Minas Gerais: perfil de propriedades, fatores de risco e caracterização de bactérias.] Pesquisa Veterinária Brasilera 38(9):1742-1751. Laboratório de Doenças Bacterianas, Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Avenida PH Rolfs s/n, Centro, Viçosa, MG 36570&#8209;900, Brazil. E-mail: masm@ufv.br The Zona da Mata of Minas Gerais has a specialized goat milk production chain. Goat milk is superior in quality compared with milk of other domestic species, and the demand for milk and milk products for the public has increased. Data on dairy goat breeding in Minas Gerais are scarce and relatively old, and this lack of information has limited the implementation of prophylactic measures, especially for mastitis, which represents the biggest sanitary problem for dairy herds. The objective of this work was to characterize mastitis and bacteria associated with it in milking goats in the Zona da Mata of Minas Gerais. It also causes socioeconomic problems and market issues for dairy goat farming. A total of 539 lactating goats were examined and 268 individual samples (one for teat) were collected from animals positive for strip cup test and/or the California Mastitis Test (CMT). Microbiological cultures were carried out on blood agar medium and the bacteria were subjected to phenotypic, genotypic and antimicrobial susceptibility tests. The prevalence of subclinical mastitis was 28.0% and the clinical prevalence was 2.8%. Bacterial multiplication was obtained in 62% of samples. One hundred eighty seven total bacteria were identified. The most common species identified was Staphylococcus aureus (60%), followed Staphylococcus epidermidis (9.1%,), Escherichia coli (6.9%), Staphylococcus saprophyticus (5.9%) e Staphylococcus caprae (4.3%). Bacteria of the genus Staphylococcus presented a profile of resistance to antimicrobials belonging to the beta-lactam class (penicillin, ampicillin and oxacillin) in addition to tetracycline, in contrast to the other antimicrobials tested. Twelve percent of multidrug resistence (MDR) was found in five microregions. Among the bacteria with the highest prevalence of MDR, 38.5% were E. coli and 10.6% were S. aureus. The producers of the Zona da Mata of Minas Gerais are technicians who work with specialized dairy breeds and practise good management. However, some measures related to prophylaxis and control of diseases, such as vaccination, have low adherence or are not performed due to a lack of veterinary assistance. This is the first study focusing on this region, which is highly prominent in goat milk production in Brazil. It provides important information that can help in the implementation of measures for the prophylaxis and control of diseases, and for maintenance of a constant supply of products in sufficient quantities and of a quality suitable for the consumer population.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Lima M.C., Souza M.C.C., Espeschit I.F., Maciel P.A.C.C., Sousa J.E., Moraes G.F., Ribeiro Filho J.D. & Moreira M.A.S. 2018. Mastitis in dairy goats from the state of Minas Gerais, Brazil: profiles of farms, risk factors and characterization of bacteria. [Mastite em cabras de leite no estado de Minas Gerais: perfil de propriedades, fatores de risco e caracterização de bactérias.] Pesquisa Veterinária Brasilera 38(9):1742-1751. Laboratório de Doenças Bacterianas, Departamento de Veterinária, Universidade Federal de Viçosa, Avenida PH Rolfs s/n, Centro, Viçosa, MG 36570&#8209;900, Brazil. E-mail: masm@ufv.br A Zona da Mata de Minas Gerais possui uma cadeia especializada de produção de leite de cabra. O leite de cabra é superior em qualidade em comparação com o leite de outras espécies domésticas, e a demanda por leite e produtos lácteos do público tem aumentado. Os dados sobre o sistema de criação de cabras leiteiras em Minas Gerais são escassos e relativamente antigos, e essa falta de informação limita a implementação de medidas profiláticas, especialmente para a mastite, que representa o maior problema sanitário nos rebanhos leiteiros. Isso também causa problemas socioeconômicos e problemas de mercado para a criação de cabras leiteiras. O objetivo deste trabalho foi caracterizar a mastite e as bactérias associadas em cabras leiteiras na Zona da Mata de Minas Gerais. Um total de 539 cabras em lactação foi examinado e 268 amostras individuais (uma por teto) foram coletadas de animais positivos no teste da caneca de fundo escuro e/ou Califórnia Mastitis test (CMT). As culturas microbiológicas foram realizadas em meio Agar sangue e as bactérias foram submetidas a testes fenotípicos, genotípicos e testes de susceptibilidade antimicrobiana. A prevalência de mastite subclínica foi de 28,0% e a prevalência clínica foi de 2,8%. A multiplicação bacteriana foi obtida em 62,0% das amostras. Cento e oitenta e sete bactérias foram identificadas. As espécies mais identificadas foram: Staphylococcus aureus (60,4%), seguida de Staphylococcus epidermidis (9.1%,), Escherichia coli (6.9%), Staphylococcus saprophyticus (5.9%) e Staphylococcus caprae (4,3%) em ordem decrescente. As bactérias do gênero Staphylococcus apresentaram um perfil de resistência aos antimicrobianos pertencentes à classe de beta-lactâmicos - penicilina, ampicilina e oxacilina - além da tetraciclina, em contraste com os outros antimicrobianos testados. Doze por cento dos isolados apresentaram resistência múltipla a antibióticos (MDR) e foram encontrados em cinco microrregiões. Entre as bactérias com maior prevalência de MDR, 38,5% foram E. coli e 10,6% S. aureus. Os produtores da Zona da Mata de Minas Gerais são tecnificados, trabalham com raças leiteiras especializadas praticam e possuem bom manejo. No entanto, algumas medidas relacionadas à profilaxia e ao controle das doenças, como a vacinação, têm baixa adesão ou não são realizadas por falta de assistência veterinária. Este é o primeiro estudo com foco nesta região, que possui grande relevância na produção de leite de cabra no Brasil, fornecendo informações importantes que podem auxiliar na implementação de medidas de profilaxia e controle das doenças, e na manutenção de um fornecimento constante de produtos em quantidade e qualidade suficientemente adequada para a população consumidora.


Neurological diseases of cattle in the state of Goiás, Brazil (2010-2017), 38(9):1752-1760

Abstract in English:

ABSTRACT.- Terra J.P., Blume G.R., Rabelo R.E., Medeiros J.T., Rocha C.G.N., Chagas I.N., Aguiar M.S. & Sant’Ana F.J.F. 2018. Neurological diseases of cattle in the State of Goiás, Brazil (2010-2017). [Doenças neurológicas de bovinos no estado de Goiás (2010-2017).] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1752-1760. Laboratório de Diagnóstico Patológico Veterinário, Universidade de Brasília, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: santanafjf@yahoo.com A retrospective study was conducted on neurological diseases of cattle in the state of Goiás, Brazil, from March 2010 to August 2017. Samples of three veterinary diagnostic laboratories were analyzed. Diagnosis was established in 170 out of 407 cattle with neurological signs. Epidemiological, clinical, and anatomic pathology features of each case were researched in the files. Main disorders included diseases caused by viruses (rabies 29.41%, meningoencephalitis by bovine herpesvirus 15.88%, and malignant catarrhal fever 1.76%), by bacteria (botulism 5.88%, suppurative meningitis 3.53%, encephalic abscesses 2.94%, listeriosis 1.76%, and thrombotic meningoencephalitis 1.76%), of metabolic origin (polioencephalomalacia 17.06%), of indefinite cause (lymphoplasmacytic meningoencephalitis 11.18%, traumatic hemorrhages 3.53%, and multifocal malacia with gliosis 1.18%), congenital (hydrocephaly 1.18% and multiple malformations 0.59%), toxic (urea poisoning 1.18% and insecticide poisoning 0.59%), and parasitic (meningoencephalitis associated with infection by Trypanosoma sp. 0.59%).

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Terra J.P., Blume G.R., Rabelo R.E., Medeiros J.T., Rocha C.G.N., Chagas I.N., Aguiar M.S. & Sant’Ana F.J.F. 2018. Neurological diseases of cattle in the State of Goiás, Brazil (2010-2017). [Doenças neurológicas de bovinos no estado de Goiás (2010-2017).] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1752-1760. Laboratório de Diagnóstico Patológico Veterinário, Universidade de Brasília, Brasília, DF 70910-900, Brazil. E-mail: santanafjf@yahoo.com Foi realizado um estudo retrospectivo de doenças neurológicas de bovinos no estado de Goiás durante o período de março de 2010 a agosto de 2017, analisando amostras de três laboratórios de diagnóstico veterinário. De 407 bovinos que apresentaram sinais clínicos neurológicos, o diagnóstico foi estabelecido em 170 casos. Desses casos, foram pesquisadas nas fichas as características epidemiológicas, clínicas e anatomopatológicas. As principais doenças diagnosticadas foram causadas por vírus (raiva 29,41%, meningoencefalite por herpesvírus bovino 15,88% e febre catarral maligna 1,76%), de origem metabólica (polioencefalomalacia 17,06%), por bactérias (botulismo 5,88%, meningite supurativa 3,53%, abscessos encefálicos 2,94%, listeriose 1,76% e meningoencefalite trombótica 1,76%), sem causa definida (meningoencefalite linfoplasmocítica 11,18%, hemorragias traumáticas 3,53% e malacia multifocal com gliose 1,18%), congênitas (hidrocefalia 1,18% e malformações múltiplas 0,59%), tóxicas (intoxicação por ureia 1,18% e intoxicação por inseticida 0,59%), e parasitária (meningoencefalite associada à infecção por Trypanosoma sp. 0,59%).


Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil, 38(9):1761-1766

Abstract in English:

ABSTRACT.- Quevedo L.S., Bruhn F.R.P., Teixeira J.L.R., Alberti T.S., Scheid H.V., Raffi M.B., Sallis E.S.V. & Schild A.L. 2018. Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil. [Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de fasciolose em fígados de bovinos abatidos no sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1761-1766. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: souzaquevedo@gmail.com Infection by Fasciola hepatica is an important cause of economic loss in cattle raised in Brazil and others countries. In slaughterhouses, the losses are mainly associated with condemnation of livers; however, it is believed that these losses can extend to diminished carcass yield and productivity throughout the life of the animals. Three slaughterhouses with a daily routine of approximately 15-20 cattle slaughters were monitored from July 2016 to November 2017. After sample collection, weighing, and liver assessment, statistical studies were conducted to determine disease prevalence and measurement of economic losses caused by fasciolosis through condemnation of the organ of choice of the parasite. Of the 210 livers assessed, 79 (37.6%) were condemned because of presence of F. hepatica, 87 (41.4%) were considered appropriate for human consumption, and 44 (20.9%) were considered inappropriate because of some other macroscopic lesions. The aim of this study was to estimate the prevalence of fasciolosis, correlate epidemiological and clinical-pathological aspects, and estimate the economic losses caused by the disease. It is estimated that the losses in southwestern Rio Grande do Sul state could reach R$ 36,943,532.60 (37.6%; 95% CI = 30,753,525.80 - 43,526,55.65) or US$ 11,437,626.20 (37.6%; 95% CI = 9,521,215.40 - 13,475,713.80) only because of condemnation of livers.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Quevedo L.S., Bruhn F.R.P., Teixeira J.L.R., Alberti T.S., Scheid H.V., Raffi M.B., Sallis E.S.V. & Schild A.L. 2018. Epidemiological and clinical-pathological aspects of fasciolosis in livers of cattle slaughtered in southern Brazil. [Aspectos epidemiológicos e clínico-patológicos de fasciolose em fígados de bovinos abatidos no sul do Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1761-1766. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Universitário, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: souzaquevedo@gmail.com A infecção por Fasciola hepatica é uma importante causa de prejuízos econômicos para o setor pecuário no Brasil e em outros países. Em frigoríficos, as perdas estão relacionadas principalmente a condenação dos fígados, porém acredita-se que esses prejuízos possam se estender a perdas no rendimento de carcaça e durante a vida produtiva do animal. Durante o período de julho de 2016 a novembro de 2017 foram realizados acompanhamentos periódicos mensais em três frigoríficos, os quais, possuem uma rotina diária de aproximadamente 15-20 abates. Após a coleta de dados, pesagem e avaliação dos fígados foram realizados estudos estatísticos para determinação da prevalência e mensuração dos prejuízos econômicos causados por fasciolose pela condenação do órgão de eleição do parasito. Dos 210 fígados avaliados, 79 (37,6%) foram condenados devido a presença de F. hepatica, 87 (41,4%) foram considerados próprios para consumo humano e 44 (20,9%) impróprios por alguma outra alteração macroscópica. O objetivo deste estudo foi estimar a prevalência da fasciolose, e associar os aspectos epidemiológicos e clinico patológicos, além de estimar os prejuízos econômicos causados pela doença. Estima-se que as perdas na mesorregião Sudeste Rio-grandense possam chegar à R$ 36.943.532,60 (37,6%; IC.95% = 30.753.525,80-43.526.55,65) ou US$ 11.437.626,20 (37,6%; IC.95% = 9.521.215,40–13.475.713,80) somente devido a condenação de fígados.


Small Animal Diseases
Outbreak of feline sporotrichosis in the metropolitan area of Recife, 38(9):1767-1771

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva G.M., Howes J.C.F., Leal C.A.S., Mesquita E.P., Pedrosa C.M., Oliveira A.A.F., Silva L.B.G. & Mota R.A. 2018. [Outbreak of feline sporotrichosis in the metropolitan area of Recife.] Surto de esporotricose felina na região metropolitana do Recife. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1767-1771. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manuel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: grasivet@hotmail.com Sporotrichosis is a subcutaneous mycosis caused by a dimorphic fungus from Sporothrix schenckii complex, which affects various species, especially feline, able to cause local, disseminated or systemic impairment. We aimed to report the occurrence of an outbreak of feline sporotrichosis in the Metropolitan Region of Recife. Swabs of skin ulcers in cats treated in the Veterinary Hospital of the Federal Rural University of Pernambuco and in particular veterinary establishments were collected. Diagnosis was made by cytological examination and fungal culture. From 115 suspicious cases, 59 cases were confirmed, unprecedented results in the state of Pernambuco. These registered cases of feline sporotrichosis have demonstrated clinical and epidemiological characteristics similar to those occurring in other regions of the country, characterized as a quick-spreading disease, of difficult treatment, which affects predominantly semi-domiciled young males in reproductive age.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva G.M., Howes J.C.F., Leal C.A.S., Mesquita E.P., Pedrosa C.M., Oliveira A.A.F., Silva L.B.G. & Mota R.A. 2018. [Outbreak of feline sporotrichosis in the metropolitan area of Recife.] Surto de esporotricose felina na região metropolitana do Recife. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1767-1771. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manuel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: grasivet@hotmail.com A esporotricose é uma micose subcutânea, causada por um fungo dimórfico do complexo Sporothrix schenckii que acomete várias espécies, especialmente a felina, causando comprometimento local, disseminado ou sistêmico. Objetivou-se relatar a ocorrência de um surto de esporotricose felina na Região Metropolitana do Recife. Foram coletados suabes de úlceras cutâneas de felinos atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco e em Clínicas Veterinárias particulares. O diagnóstico foi realizado por meio de exame citológico e cultura fúngica. Dos 115 casos suspeitos, 59 casos foram confirmados, número nunca registrado anteriormente no estado de Pernambuco. Os casos de esporotricose felina registrados têm demonstrado aspectos clínicos e epidemiológicos semelhantes aos ocorridos em outras regiões do país, caracterizando-se como uma doença predominantemente de machos jovens em idade reprodutiva e semi-domiciliados, de difícil tratamento e de rápida disseminação.


Epidemiological, clinical and pathological aspects of follicular lymphoma in dogs, 38(9):1772-1780

Abstract in English:

ABSTRACT.- Mazaro R.D., Rizkallah I.P.J., Luz F.S., Lorensetti D.M., Cogliati B. & Fighera R.A. 2018. [Epidemiological, clinical and pathological aspects of follicular lymphoma in dogs.] Aspectos epidemiológicos, clínicos e anatomopatológicos do linfoma folicular em cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1772-1780. Departamento de Patologia, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: anemiaveterinaria@yahoo.com.br Follicular lymphomas are a rare form of lymphoproliferative disorder described in veterinary medicine. Together with the probable non-existence of Hodgkin’s lymphomas in dogs, this is the biggest difference about lymphoma between humans and dogs. The aim of this article is to describe the epidemiological, clinical and anatomopathological findings observed in five dogs with follicular lymphoma. Of the five dogs with follicular lymphoma, two were male (40%) and three were female (60%). The age of affected dogs ranged from 11 to 13 years. Four of the five (80%) dogs were purebred and one (20%) had no defined breed. All dogs presented generalized lymphadenomegaly and splenomegaly, which included cases as multicentric lymphoma. At necropsy, the lymph nodes and the spleen demonstrated a nodular pattern at the cut surface, characterized by tens to hundreds of white nodules of variable size, multifocal or coalescing. On the natural surface of the spleen, often (4/5, 80%), there were myriads of white, multifocal or coalescing dots of varying sizes. In histopathology, the tumors were confirmed as follicular lymphomas. All cases were Grade III, two (40%) included as IIIa and three (60%) as IIIb. In one case (1/5, 20%), follicular lymphoma was considered as a IIIb variant of small centroblasts similar to the neoplastic lymphocytes seen in Burkitt’s lymphoma. Lymphomas were validated as having origin in B cells through immunohistochemistry, using anti-CD20 antibody. The cases of follicular lymphomas described behaved aggressively and led the patients to death.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Mazaro R.D., Rizkallah I.P.J., Luz F.S., Lorensetti D.M., Cogliati B. & Fighera R.A. 2018. [Epidemiological, clinical and pathological aspects of follicular lymphoma in dogs.] Aspectos epidemiológicos, clínicos e anatomopatológicos do linfoma folicular em cães. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1772-1780. Departamento de Patologia, Universidade Federal de Santa Maria, Av. Roraima 1000, Santa Maria, RS 97105-900, Brazil. E-mail: anemiaveterinaria@yahoo.com.br Linfomas foliculares são uma rara forma de distúrbio linfoproliferativo descrita em medicina veterinária. Juntamente com a não reconhecida ocorrência dos linfomas de Hodgkin em cães, essa é a maior diferença acerca de linfoma entre humanos e cães. O objetivo deste artigo é descrever os achados epidemiológicos, clínicos e anatomopatológicos vistos em cinco cães com linfoma folicular. Destes, dois eram machos (40%) e três eram fêmeas (60%). A idade dos cães afetados variou de 11 a 13 anos. Quatro dos cinco (80%) cães eram de raça pura e um (20%) não tinha raça definida. Todos os cães apresentaram linfadenomegalia generalizada e esplenomegalia, o que incluiu os casos como linfoma multicêntrico. Na necropsia, os linfonodos e o baço demonstraram um padrão nodular à superfície de corte, caracterizado por dezenas a centenas de nódulos brancos, multifocais ou coalescentes e de tamanhos variáveis. Na superfície natural do baço, frequentemente (4/5, 80%), havia miríades de pontos brancos, multifocais ou coalescentes, de tamanhos variáveis. Na histopatologia, os tumores foram confirmados como linfomas foliculares. Todos os casos eram Grau III, sendo dois (40%) incluídos como IIIa e outros três (60%) como IIIb. Em um caso (1/5, 20%), o linfoma folicular foi considerado como IIIb variante de pequenos centroblastos semelhantes aos linfócitos neoplásicos vistos no linfoma de Burkitt. Os linfomas foram validados como tendo origem em células B através da imuno-histoquímica, utilizando anticorpos anti-CD20. Os casos de linfomas foliculares descritos comportaram-se de forma agressiva e levaram os pacientes à morte.


Blood lactate increases with the progression of mitral valve disease in dogs, 38(9):1781-1786

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva-Filho J.C., Sousa M.G., Zacché Pereira E., Ortiz E.M.G., Franco R.P., Rosa F.A. & Camacho A.A. 2018. Blood lactate increases with the progression of mitral valve disease in dogs. [Aumento de lactato sanguíneo com progressão de valvopatia mitral em cães.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1781-1786. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Paraná, Rua dos Funcionários 1540, Cabral, Curitiba, PR 80035-050, Brazil. E-mail: marlos98@ufpr.br In dogs with congestive heart failure, the upregulated sympathetic tone causes vasoconstriction that impairs peripheral blood supply, therefore causing the accumulation of lactate. In this prospective cross-sectional study with a longitudinal component, blood lactate was quantified in 10 healthy and 34 myxomatous mitral valve disease (MMVD) dogs to investigate its potential use as a diagnostic and prognostic biomarker. While there were no differences in lactate concentration between control animals and stages B1 (3.31±0.62mmol/L) and B2 (3.32±0.46mmol/L) dogs, significant differences were found between healthy (2.50±0.69mmol/L) and both C (3.99±0.47mmol/L) and D (6.97±1.23mmol/L) animals. When a cut-off of 3.35mmol/L was used, lactate was able to distinguish dogs with normal and remodeled hearts with a sensitivity of 78.2% and specificity of 63.6%. Also, significant correlations existed between lactate and indicators of cardiac remodeling. Finally, animals with blood lactate <3.5mmol/L carried a better prognosis when compared with dogs in which lactate was >5.0mmol/L. Our results suggest that the progression of MMVD results in accumulation of lactate within the bloodstream, which is likely attributable to the impaired peripheral tissue perfusion. In MMVD dogs, blood lactate may be used as a surrogate for cardiac remodeling, and an increased concentration is associated with a worse prognosis regarding the time to evolve into congestive heart failure.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva-Filho J.C., Sousa M.G., Zacché Pereira E., Ortiz E.M.G., Franco R.P., Rosa F.A. & Camacho A.A. 2018. Blood lactate increases with the progression of mitral valve disease in dogs. [Aumento de lactato sanguíneo com progressão de valvopatia mitral em cães.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1781-1786. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal do Paraná, Rua dos Funcionários 1540, Cabral, Curitiba, PR 80035-050, Brazil. E-mail: marlos98@ufpr.br Em cães com insuficiência cardíaca congestiva, o tônus simpático hiperregulado causa vasoconstrição e interfere com o suprimento sanguíneo periférico, resultando no acúmulo de lactato. Neste estudo prospectivo transversal com um componente longitudinal, o lactato sanguíneo foi quantificado em 10 cães saudáveis e 34 cães com doença mixomatosa da valva mitral (DMVM) para investigar seu potencial como biomarcador diagnóstico e prognóstico. Embora não tenham sido identificadas diferenças na concentração de lactato entre animais controle e cães com DMVM nos estágios B1 (3,31±0,62mmol/L) e B2 (3,32±0,46mmol/L), diferenças significativas foram constatadas entre os cães saudáveis (2,50±0,69mmol/L) e cães com DMVM estágio C (3,99±0,47mmol/L) ou D (6,97±1,23mmol/L). Quando utilizado o valor de corte de 3,35mmol/L, o lactato foi capaz de diferenciar cães com corações normais daqueles com corações remodelados com sensibilidade de 78,2% e especificidade de 63,6%. Além disso, correlações significativas foram encontradas entre o lactato e os indicadores de remodelamento cardíaco. Por fim, os animais com lactato sanguíneo <3,5mmol/L tiveram prognóstico melhor comparativamente aos cães com concentrações >5,0mmol/L. Nossos resultados sugerem que a progressão da DMVM resulta no acúmulo de lactato na corrente sanguínea, fato que é provavelmente atribuído à perfusão periférica prejudicada. Em cães com DMVM, o lactato sanguíneo pode ser utilizado como indicador de remodelamento cardíaco, cuja concentração elevada está associada com pior prognóstico relativo ao tempo para evoluir para insuficiência cardíaca congestiva.


Effects of the previous bath, trichotomy and antisepsis in reducing contamination of the surgical site in bitches undergoing elective OSH, 38(9):1787-1792

Abstract in English:

ABSTRACT.- Medeiros L.K.G., Rego R.O., Silva M.M., Henrique F.V., Oliveira K.D.S., Garino Júnior F., Sousa A.P. & Nóbrega Neto P.I. 2018. [Effects of the previous bath, trichotomy and antisepsis in reducing contamination of the surgical site in bitches undergoing elective OSH.] Efeitos do banho prévio, da tricotomia e da antissepsia na redução da contaminação do sítio cirúrgico em cadelas submetidas à OSH eletiva. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1787-1792. Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande, Av. Universitária s/n, Bairro Santa Cecília, Patos, PB 58708-110, Brazil. E-mail: lyliankarlla@hotmail.com The objective of this study was to analyze the influence of bath 24 hours before surgery and preoperative shaving in reducing microbial count of the operating field skin and antiseptic efficiency of 0.5% chlorhexidine gluconate and 10% iodine polyvinylpyrrolidone for antisepsis of the surgical site, by checking its action 4 minutes and 2 hours after application. We used 20 healthy bitches, randomly allocated into 2 groups of 10 animals: Group I underwent bath 24 hours before surgery, whereas Group II did not undergo this procedure. Many bacterial genera have been isolated before and after use of antiseptics. Statistical significance was observed between the groups regarding the effect of bath prior to surgery, just two hours after application of chlorhexidine. Shaving reduced 26.48% of the microbial load in Group I and increased the microbial load in 41.19% in Group II, showing statistical difference. After the use of antiseptics, there was no statistical difference between the groups at any time. Similarly, comparison of the efficiency of the bath with or without antiseptic showed no statistical significance. The iodine polyvinylpyrrolidone caused allergic reaction in 15% of animals and was not observed skin irritation caused by chlorhexidine. We conclude that the prior bath is effective in reducing bacterial load just after 2 hours of antisepsis with chlorhexidine; shaving is more effective in reducing microbial when the animal is subjected to the bath and the two antiseptic agents are equally effective in surgical antisepsis or for up to 2 hours the animal did not take a bath or prior to surgery.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Medeiros L.K.G., Rego R.O., Silva M.M., Henrique F.V., Oliveira K.D.S., Garino Júnior F., Sousa A.P. & Nóbrega Neto P.I. 2018. [Effects of the previous bath, trichotomy and antisepsis in reducing contamination of the surgical site in bitches undergoing elective OSH.] Efeitos do banho prévio, da tricotomia e da antissepsia na redução da contaminação do sítio cirúrgico em cadelas submetidas à OSH eletiva. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1787-1792. Centro de Saúde e Tecnologia Rural, Universidade Federal de Campina Grande, Av. Universitária s/n, Bairro Santa Cecília, Patos, PB 58708-110, Brazil. E-mail: lyliankarlla@hotmail.com O objetivo deste estudo foi analisar a influencia do banho 24 horas antes do procedimento cirúrgico e da tricotomia pré-operatória na redução da contagem microbiana da pele do campo operatório, bem como a eficiência antisséptica do gluconato de clorexidina 0,5% e da polivinilpirrolidona iodada 10% para antissepsia do sítio cirúrgico, verificando sua ação 4 minutos e 2 horas após aplicação. Utilizaram-se 20 cadelas hígidas, alocadas ao acaso em 2 grupos de 10 animais: os animais do Grupo I foram submetidos ao banho 24 horas antes do procedimento cirúrgico, enquanto os do Grupo II não passaram por este procedimento. Foram isolados diversos gêneros bacterianos antes e após o uso dos antissépticos. Significância estatística foi verificada entre os grupos quanto ao efeito do banho prévio à cirurgia, apenas 2 horas após a aplicação de clorexidina. A tricotomia reduziu 26,48% da carga microbiana nos animais do Grupo I e elevou a carga microbiana em 41,19% nos animais do Grupo II, revelando diferença estatística. Após o uso dos antissépticos, não foi observada diferença estatística entre os grupos em nenhum momento. Do mesmo modo, a comparação da eficiência dos antissépticos com ou sem banho, não revelou significância estatística. A polivinilpirrolidona iodada causou reação alérgica em 15% dos animais e não foi observada irritação cutânea causada pela clorexidina. Conclui-se que o banho prévio tem efeito na redução da carga bacteriana apenas após 2 horas de antissepsia com clorexidina; a tricotomia é mais eficaz na redução microbiana quando o animal é submetido ao banho e os dois antissépticos são igualmente eficazes na antissepsia cirúrgica por até 2 horas quer o animal tome banho ou não previamente à cirurgia.


Post mortem evaluation of spinal cord and protruded intervertebral discs in dogs without neurological abnormalities, 38(9):1793-1799

Abstract in English:

ABSTRACT.- Zani C.C., Marinho P.V.T., Diamante G.A.C., Sueiro F.A.R. & Bahr Arias M.V. 2018. Post mortem evaluation of spinal cord and protruded intervertebral discs in dogs without neurological abnormalities. [Avaliação post mortem da medula espinhal e de discos intervertebrais protrusos em cães sem alterações neurológicas.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1793-1799. Departamento de Clínicas Veterinárias, Universidade Estadual de Londrina, Rodovia Celso Garcia Cid Km 380, Londrina, PR 86057-970, Brazil. E-mail: vicky@uel.br The aim of this study was to verify the presence of protrusion of the intervertebral disc (IVD) causing compression of the spinal cord and/or roots of cauda equina in 30 dogs above seven years of age with no evidence of previous neurological abnormalities. After the occurrence of death or euthanasia, a laminectomy was performed from C2 to the sacral vertebra to verify the presence of IVD protrusions. The protruded IVD were macroscopically graded according to the Thompson scale, and the corresponding spinal cord segment was histologically analyzed for nervous tissue compression. Of the 30 dogs, twelve (40%) presented disc protrusion, and of these 12 dogs, seven (58%) presented more than one protruded disc. Disc protrusion was observed in 3.2% (25/780) of all IVD evaluated. Of the six chondrodystrophic dogs, five (83%) presented disc protrusion. Of the 24 nonchondrodystrophic dogs, seven (29%) presented IVD protrusion. The site that showed the highest frequency of protrusion was L4-L5 (6/25) followed by the L6-L7 region (3/25) and C6-C7 (3/25). Only two of the medullary segments evaluated showed histological changes, with presence of focal lymphocytic infiltration and multifocal mild hemorrhage in the gray matter. Under the conditions of this study, 40% of dogs older than seven years old showed IVD protrusions without showing neurological signs, with no abnormality of the nervous tissue in 92% of the evaluated segments. Thus, the protrusion of the IVD in some dogs, can only be a finding of no clinical relevance.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Zani C.C., Marinho P.V.T., Diamante G.A.C., Sueiro F.A.R. & Bahr Arias M.V. 2018. Post mortem evaluation of spinal cord and protruded intervertebral discs in dogs without neurological abnormalities. [Avaliação post mortem da medula espinhal e de discos intervertebrais protrusos em cães sem alterações neurológicas.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1793-1799. Departamento de Clínicas Veterinárias, Universidade Estadual de Londrina, Rodovia Celso Garcia Cid Km 380, Londrina, PR 86057-970, Brazil. E-mail: vicky@uel.br O objetivo do presente estudo foi verificar a presença de protrusão do disco intervertebral (DIV) causando compressão da medula espinhal e/ou raízes da cauda equina em cadáveres de cães, sem histórico de alterações neurológicas. Para isso, após a ocorrência de óbito ou realização de eutanásia em 30 cães com mais de sete anos de idade, sem histórico de alterações neurológicas, foi realizada a laminectomia entre C2 até a vértebra sacral para verificar a presença de protrusões do DIV. Os DIV protrusos foram graduados macroscopicamente quanto à degeneração segundo a escala de Thompson, e o segmentos medular correspondente à localização da compressão foi analisado microscopicamente em busca de lesões compressivas ao tecido nervoso. Quarenta por cento dos cães (12/30) apresentaram protrusão do DIV, e destes, 58% (7/12) apresentavam mais de um DIV protruso. A protrusão estava presente em 3,2% (25/780) de todos os DIV avaliados. Cães de raças condrodistróficas apresentaram protrusões em 83% dos casos (5/6) e raças não condrodistróficas em 29% (7/24). O local que apresentou maior frequência de protrusão foi L4-L5 (6/25), seguido da região L6-L7 (3/25) e C6-C7 (3/25). Apenas dois segmentos medulares avaliados na histopatologia apresentaram alterações, com presença de infiltrado linfoplasmocitário focal e hemorragia discreta multifocal na substância cinzenta. Nas condições do presente estudo, 40% dos cães com mais de sete anos de idade apresentaram protrusões do DIV sem que houvesse sinais neurológicos, com normalidade do tecido nervoso em 92% dos segmentos avaliados. Assim, a protrusão do DIV, em alguns cães, pode ser apenas um achado sem relevância clínica.


Comparative evaluation of tumor marker CA 15-3 dosage in dogs, healthy or with breast cancer, 38(9):1800-1807

Abstract in English:

ABSTRACT.- Roberto G.B., Ziliotto L. & Seki M.C. 2018 [Comparative evaluation of tumor marker CA 15-3 dosage in dogs, healthy or with breast cancer.] Avaliação comparativa de dosagem do marcado tumoral CA 15-3 em cadelas hígidas ou com neoplasia mamária. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1800-1807. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Estadual do Centro-Oeste, Rua Semeão Camargo Varela de Sá 3, Vila Bela, Guarapuava, PR 85040-080, Brazil. E-mail: gabi_basilio1988@hotmail.com The CA 15-3 antigen is a protein present in the serum, used to monitor women with breast cancer, mainly in metastatic disease detection. The objective of this study was to evaluate the effectiveness and feasibility of the CA 15-3 tumor marker in dogs, comparing the marker values between dogs with or without breast cancer, to estimate changes in marker values after mastectomy, and their correlation between the histological types. Serum quantification of the tumor marker CA 15-3 (electrochemiluminescence test) was performed in twenty healthy bitches and twenty others with mammary neoplasia. Bitches with cancer had the content of thetracer performed before and 10 days after mastectomy. The vaginal cytology was performed at the moment of the mastectomy, dividing the animals into three different groups (diestrus, proestrus and anestrus). All the mammary tumors were examined histopathologically. The evaluation of the vaginal cytology data of the groups Diestro, Proestro and Anestro by the ANOVA test did not show a statistically significant difference between the values found. In the analysis histological types of tumor marker values of neoplasms, divided into two groups, benign and malignant, using the Mann-Whitney Rank Sum Test, there was no statistical significant difference at p>0.05. The values of the marker in the control group had an average of 0.19+0.39 U/mL, of the pre-mastectomy group 1.56+0.39 U/mL, and of the post-mastectomy group 0.66+0.27 U/mL. The statistic was performed comparing groups pre- and post-mastectomy, and the control group with group pre- and post-mastectomy with a statistical significance p< 0.005 in both tests. There was a difference of marker values before and after surgical removal of the neoplasia, suggesting its possible use in post-mastectomy tumor control. But exist variation of results with the different existing methods, and there will be still a standard reference value for each method.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Roberto G.B., Ziliotto L. & Seki M.C. 2018 [Comparative evaluation of tumor marker CA 15-3 dosage in dogs, healthy or with breast cancer.] Avaliação comparativa de dosagem do marcado tumoral CA 15-3 em cadelas hígidas ou com neoplasia mamária. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1800-1807. Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, Universidade Estadual do Centro-Oeste, Rua Semeão Camargo Varela de Sá 3, Vila Bela, Guarapuava, PR 85040-080, Brazil. E-mail: gabi_basilio1988@hotmail.com O antígeno CA 15-3 é uma proteína presente no soro utilizado no acompanhamento de mulheres com câncer de mama, essencialmente na detecção de metástases. Os objetivos deste estudo foram avaliar a efetividade e a viabilidade da utilização do marcador tumoral CA 15-3 em cadelas, comparando-se os valores do marcador entre cadelas sem e com neoplasia mamária, avaliando-se alterações nos valores do marcador após a mastectomia, e suas correlações entre o tipo histológico. Foi realizada a quantificação sérica do marcador tumoral CA 15-3 (teste de eletroquimioluminescência), em vinte cadelas hígidas (grupo controle) e vinte cadelas com neoplasia mamária (grupo teste). Os animais com neoplasia tiveram a dosagem do marcador realizada antes e 10 dias após a mastectomia. Ainda, foi realiza a citologia vaginal no momento da mastectomia e foram estabelecidos três grupos de acordo com a fase estral de cada cadela, Diestro, Proestro e Anestro. As massas tumorais foram encaminhadas para exame histopatológico. A avaliação dos dados de citologia vaginal entre os grupos Diestro, Proestro e Anestro pelo teste de ANOVA não demonstrou diferença estatística significativa entre os valores encontrados. E na análise para a comparação dos valores do marcador tumoral com os tipos histológicos de neoplasias, divididas em dois grupos, benignas e malignas, utilizando o teste de Mann-Whitney Rank Sum Test, o teste não demonstrou diferença estatística significativa visto que p>0,05. Os valores encontrados do marcador no grupo controle foram uma média de 0,19+0,39 U/mL, no grupo pré-mastectomia 1,56+0,39 U/mL e pós-mastectomia 0,66+0,27 U/mL. Em análise estatística com a comparação de grupo pré e pós-mastectomia, e do grupo controle com o grupo pré e pós-mastectomia observou-se significância com p< 0,005. Assim, observou-se diferença nos valores do marcador antes e depois da remoção cirúrgica da neoplasia, sugerindo seu possível uso como controle de crescimento tumoral pós-mastectomia individual. Porém há muita variação dos resultados nos diferentes métodos existentes, e não há ainda um padrão dos valores de referência para cada método, sendo necessários mais estudos sobre o uso dos marcadores.


Canine cutaneous mast cell tumors: retrospective study of cases attended by the oncology service at the Veterinary Hospital of FCAV-Unesp, Jaboticabal, from 2005 to 2015, 38(9):1808-1817

Abstract in English:

ABSTRACT.- Souza A.C.F., Pascoli A.L., Ferreira M.G.P.A., Reis Filho N.P., Silva I.C.R., Santos R.R., Faro A.M. & De Nardi A.B. 2018. [Canine cutaneous mast cell tumors: retrospective study of cases attended by the oncology service at the Veterinary Hospital of FCAV-Unesp, Jaboticabal, from 2005 to 2015.] Mastocitoma cutâneo canino: estudo retrospectivo dos casos atendidos pelo serviço de oncologia do Hospital Veterinário da FCAV-Unesp, Campus Jaboticabal, de 2005 a 2015. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1808-1817. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: anacarolina@ciave.com.br This study analyzed the cases of cutaneous mastocytomas in dogs seen at the Governador Laudo Natel Veterinary Hospital of the College of Agrarian and Veterinary Sciences (FCAV), Unesp, in Jaboticabal, from 2005 to 2015. The objective was to determine the occurrence of this neoplasm regarding breed, sex, and age, the most affected body parts and observed neoplastic characteristics; the most widely used diagnosis methods, the main histological grades and recommended treatments, to evaluate size changes in relation to lymph nodes, recurrence rate, metastasis and to verify possible associations between the evaluated variables. The clinical files of 192 patients were evaluated. The most affected dogs were of mixed breed (n=46, 23.96%), followed by Boxer (n=40, 20.83%) and Pitbull (n=27, 14.06%). Most of the dogs were females (n=107, 55.7%), aged between 7 and 11 years old (n=120, 62.5%). Thirty-two patients had (16.7%) tumors located in the pelvic limb, followed by thoracic limbs (10.4% n=20). Sixty-five animals had ulcerated nodules (33.9%), of which 96 had firm consistency (50%). Seventy-six animals had multiple nodules (39.6%), and 39.1% of the sample (n=75) had nodules larger than three centimeters. The most used diagnosis method was fine needle aspiration together with histopathology (HT), totaling 39.8% of nodules (n=66), followed by HT in 37.3% of the patients (n=62). Regarding the histological variables, 18 patients had grade I (11.8%), 112 grade II (73.7%), and 22 grade III (14.5%) classified according to Patnaik et al. (1984). According to the classification of Kiupel et al. (2011), 37 cases were classified as high grade (35.2%) and 68 as low grade (64.8%). Statistical association was observed when the presence of solitary/multiple nodules and the histological grade were evaluated according to Patnaik et al. (1984) (P=0.008) and Kiupel et al. (2011) (P=0.004). The nodules with worse prognostic feature were more frequent in animals diagnosed with multiple nodules, regardless of the histological classification used. The presence of multiple nodules in stage II or IV (p<0.001) and recurrence of the disease (p=0.001) was also observed. Regarding the histological classification of Kiupel et al. (2011), there was a statistical association between histological grade and tumor size (p=0.001), consistency (p=0.028) and nodule growth rate (p<0.001), lymph node enlargement (p<0.001) and the treatment used (p=0.002). Nodules larger than three centimeters (56.8% n=21) and fast growing (52.9% n=36%) were more frequent in high-grade tumors. Lymph node enlargement (80.6% n=25) and chemotherapeutic treatment (83.3% n=5) were also associated with patients with this histological grade. According to the classification of Patnaik et al. (1984), breed and sex differed proportionally between the histological groups (p=0.008 and 0.040 respectively), and lymph node enlargement and rapid tumor growth were also associated with histological grade (p=0.002 and 0.001). Almost half of the patients (47.4%) underwent surgical and chemotherapeutic treatment (n=91) while only surgical procedure was performed in 31.3% (n=60) of the patients. Sixty-one animals (31.8%) had enlarged regional lymph nodes (31.8%), and 71.9% of the nodes evaluated had rapid growth. The clinical evolution time of the tumor was less than or equal to one year in 158 patients (82.3%), followed by 1 to 2 years in 25 patients (13%). There were 66 cases (40.5%) of recurrence and 16 (8.3%) of distant metastasis. With this study, it can be concluded that dogs with mixed breed are the most affected by cutaneous mastocytoma in Jaboticabal city, followed by Boxer dogs, with ages varying between 7 and 11 years, with no sexual predisposition observed. It was also concluded that nodules were predominantly non-ulcerated, solitary and smaller than 3 centimeters, that the majority of patients presented grade II mastocytoma according to Patnaik et al. (1984) and low grade according to Kiupel et al. (2011), not being observed in most of them recurrence, lymph node or distance metastasis. The most commonly used diagnosis was fine-needle aspiration associated with histopathology, and in relation to location, nodules were found predominantly in pelvic and thoracic limbs, followed by head and neck. The consistency of the nodules was both firm and soft, and half of the patients underwent the associated surgical procedure of antineoplastic chemotherapy.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Souza A.C.F., Pascoli A.L., Ferreira M.G.P.A., Reis Filho N.P., Silva I.C.R., Santos R.R., Faro A.M. & De Nardi A.B. 2018. [Canine cutaneous mast cell tumors: retrospective study of cases attended by the oncology service at the Veterinary Hospital of FCAV-Unesp, Jaboticabal, from 2005 to 2015.] Mastocitoma cutâneo canino: estudo retrospectivo dos casos atendidos pelo serviço de oncologia do Hospital Veterinário da FCAV-Unesp, Campus Jaboticabal, de 2005 a 2015. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1808-1817. Departamento de Clínica e Cirurgia Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Campus Jaboticabal, Via de acesso Prof. Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884-900, Brazil. E-mail: anacarolina@ciave.com.br Este estudo teve como objetivo analisar os casos de mastocitomas cutâneos em cães atendidos no Hospital Veterinário Governador Laudo Natel da Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias (FCAV) Unesp Câmpus Jaboticabal, no período de 2005 a 2015, além de avaliar a ocorrência dessa neoplasia em relação à raça, sexo e idade; determinar as regiões corpóreas mais acometidas e as características neoplásicas observadas, assim como, os métodos de diagnóstico mais utilizados no setor, estabelecer os principais graus histológicos diagnosticados e os tratamentos preconizados, verificar alterações de tamanho em relação aos linfonodos, à taxa de recidiva, metástase e possíveis associações entre as variáveis consideradas. Foram avaliados 192 prontuários clínicos de pacientes e observou-se que os cães sem raça definida (SRD) (n=46, 23,96%) foram os mais acometidos, seguidos por cães da raça Boxer (n=40, 20,83%) e Pit bull (n=27, 14,06%). A maioria dos cães eram fêmeas (n=107, 55,7%), e com idade de 7 a 11 anos (n=120, 62,5%). Do total, 32 pacientes apresentaram (16,7%) tumores localizados em membro pélvico, seguidos por nódulos em membro torácico (10,4%, n=20). Sessenta e cinco animais possuíam nódulos ulcerados (33,9%), sendo 96 nódulos de consistência firme (50%). Setenta e seis animais apresentavam múltiplos nódulos (39,6%) e aqueles acima de três centímetros perfaziam 39,1% da amostra (n=75). O método mais utilizado para o diagnóstico foi a punção aspirativa por agulha fina associado à histopatologia (HT), totalizando 39,8% dos nódulos (n=66), seguido pela HT com 37,3% (n=62). Em relação às variáveis histológicas, 18 pacientes apresentaram grau I (11,8%), 112 com grau II (73,7%) e 22 com grau III (14,5%) de acordo com Patnaik et al. (1984). Segundo a classificação de Kiupel et al. (2011), 37 casos foram classificados como de alto grau (35,2%) e 68 como sendo de baixo grau (64,8%). Foi observada associação estatística quando se avaliou a presença de nódulos solitários/múltiplos e o grau histológico, segundo Patnaik et al. (1984) (p=0,008) e Kiupel et al. (2011) (p=0,004), sendo que nódulos com piores características prognósticas eram mais frequentes nos animais diagnosticados com múltiplos nódulos, independente da classificação histológica empregada. Também foi observada a associação entre a presença de nódulos múltiplos com estadio II ou IV (p<0,001) e com a presença de recidiva (p=0,001). Em relação à classificação histológica de Kiupel et al. (2011) foi possível observar associação estatística entre o grau histológico e o tamanho do tumor (p=0,001), a consistência (p=0,028) e a velocidade de crescimento do nódulo (p<0,001); aumento de linfonodo (p<0,001) e o tratamento empregado (p=0,002). Nódulos com tamanho superior a três centímetros (56,8%, n=21) e de crescimento rápido (52,9%, n=36%), eram mais frequentes nos tumores de alto grau. Aumento de linfonodo (80,6%, n=25) e tratamento quimioterápico (83,3%, n=5) também estavam associados a pacientes com alto grau histológico. Em relação à classificação de Patnaik et al. (1984), as variáveis raça e sexo diferiram proporcionalmente entre os grupos histológicos (p=0,008 e 0,040 respectivamente), sendo que o aumento do linfonodo e o crescimento rápido do tumor também tiveram associação com o grau histológico (p=0,002 e 0,001). Quase a metade dos pacientes (47,4%) foi submetidas ao tratamento cirúrgico e quimioterápico (n=91), sendo que em 31,3% (n=60) dos pacientes realizou-se apenas o procedimento cirúrgico. Sessenta e um animais (31,8%) apresentaram aumento de tamanho em linfonodos regionais (31,8%), sendo que 71,9% dos nódulos avaliados tiveram crescimento rápido. O tempo de evolução clínica do tumor foi menor ou igual a um ano, em 158 pacientes (82,3%), seguido por 25 pacientes (13%) com evolução de 1 a 2 anos. Foram observados 66 casos (40,5%) de recidiva e 16 (8,3%) de metástase à distância. Com este estudo, pode-se concluir que cães sem raça definida são os mais acometidos pelo mastocitoma cutâneo, na região de Jaboticabal, seguido por cães da raça Boxer, com idade variando entre 7 e 11 anos, não sendo observada predileção sexual; os nódulos encontrados eram predominantemente não ulcerados, solitários e menores que três centímetros; a maioria dos pacientes apresentou mastocitoma grau II, segundo Patnaik et al. (1984) e baixo grau segundo Kiupel et al. (2011); não se observou recidiva, em sua maioria, nem metástase em linfonodos e/ou a distância; o diagnóstico mais utilizado foi a punção aspirativa por agulha fina associada à histopatologia; a localização dos nódulos era mais prevalente nos membros pélvicos e torácicos, seguido por cabeça e pescoço. A consistência dos nódulos era de apresentação firme ou macia; e a metade dos pacientes foi submetida ao procedimento cirúrgico associado à quimioterapia antineoplásica.


Autologous and homologous skin grafts treated with platelet-rich plasma (PRP): experimental study in rabbits, 38(9):1818-1823

Abstract in English:

ABSTRACT.- Kemper B., Brandão C.V.S., Rossetto V.J.V., Gushiken L.F.S., Padovani C.R. & Pellizzon C.H. 2018. Autologous and homologous skin grafts treated with platelet-rich plasma (PRP8): experimental study in rabbits. [Enxertos cutâneos autólogos e homólogos tratados com plasma rico em plaquetas (PRP): estudo experimental em coelhos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1818-1823. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Cx. Postal 560, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681, Brazil. E-mail: valeriasb@fmvz.unesp.br The aim of the present study was to compare tissue repair of skin defects in rabbits submitted to autologous and homologous grafts treated or not with platelet-rich plasma (PRP). We selected nine rabbits and constituted four groups, designated as G1, in which were performed autologous graft treated with PRP; G2, autologous graft only; G3, homologous graft treated with PRP; and G4, homologous graft only. Macroscopic and histomorphometric evaluation was realized. The histomorphometric evaluation was performed by Hematoxylin/Eosin and Masson´s Trichrome staining with quantification of collagen fibers, macrophages, fibroblasts and vessels. The autologous graft treated with PRP showed positive influence on the early stage of the tissue repair process at the macroscopic evaluation, characterized by rosy color and cosmetic appearance. At the histomorphometric evaluation, there was no statistical difference in the number of macrophages and fibroblasts between the treated grafts or not with the PRP, as well as the quantification of vessels and collagen fibers. It can be concluded that PRP promotes a positive influence on the initial phase or “take” of the graft.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Kemper B., Brandão C.V.S., Rossetto V.J.V., Gushiken L.F.S., Padovani C.R. & Pellizzon C.H. 2018. Autologous and homologous skin grafts treated with platelet-rich plasma (PRP8): experimental study in rabbits. [Enxertos cutâneos autólogos e homólogos tratados com plasma rico em plaquetas (PRP): estudo experimental em coelhos.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1818-1823. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Cx. Postal 560, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681, Brazil. E-mail: valeriasb@fmvz.unesp.br Objetiva-se com o presente estudo comparar a reparação tecidual de defeitos cutâneos em coelhos, submetidos a enxertos autólogos e homólogos, tratados ou não com plasma rico em plaquetas (PRP). Para isso, foram selecionados nove coelhos e constituídos quatro grupos experimentais, designados como G1, no qual foi realizado enxerto autólogo tratado com PRP; G2, enxerto autólogo; G3, enxerto homólogo tratado com PRP; e G4, enxerto homólogo. Foram realizadas avaliações macroscópica e histomorfométrica, por meio das colorações de Hematoxilina/Eosina e Tricômio de Masson, incluindo quantificação de fibras colágenas, contagem de macrófagos, fibroblastos e vasos. O uso do enxerto autólogo com PRP influenciou positivamente na fase inicial do processo de reparação tecidual à avaliação macroscópica, caracterizada por coloração rósea e de aspecto cosmético. À avaliação histomorfométrica, não houve diferença estatística quanto ao número de macrófagos e fibroblastos entre os enxertos tratados ou não com o PRP, bem como quanto às contagens de vasos e a quantificação das fibras colágenas. Conclui-se que o PRP sob a promoveu influência positiva na fase inicial ou de “pega” do enxerto autólogo.


Standardization of a PCR multiplex for the detection of dermatophytes in dogs and cats fur and crusts, 38(9):1824-1828

Abstract in English:

ABSTRACT.- Leal C.A.S., Kim P.C.P., Almeida J.C., Melo R.P.B., Santos A.S., Lima D.C.V., Pinheiro Júnior J.W. & Mota R.A. 2018. [Standardization of a PCR multiplex for the detection of dermatophytes in dogs and cats fur and crusts.] Padronização de multiplex PCR para detecção de dermatófitos em pelos e crostas de cães e gatos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1824-1828. Laboratório de Doenças Infecciosas dos Animais Domésticos, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: c_adrianosl@hotmail.com The aim of this study was to standardize a multiplex PCR (mPCR) reaction to detect Microsporum canis, Microsporum gypseum and the Trichophyton mentagrophytes complex in dog and cat fur and/or crusts. 250 fur and/or crusts samples from dogs and cats were analyzed by direct examination and culture, DNA from them was extracted for mPCR. Primers were designed and the DNA extracted from colonies of M. canis (URM 6273), M. gypseum (URM 6921) and T. mentagrophytes (URM 6211) from the Collection of Cultures - URM Micoteca - Department of Mycology, Biological Sciences Center of the Federal University of Pernambuco (CCB / UFPE). As negative controls, sterile distilled water and DNA extracted from Alternaria sp., were used to verify the specificity of the primers. Of the total samples analyzed, 15 (6%) were identified in culture as dermatophytes, and of these, 10 were M. canis, three M. gypseum and two T. mentagrophytes (complex). Of these 15 positive samples, 11 (73.3%) were detected by mPCR. Besides these, six others, negative in culture, were identified as M. gypseum. There was good agreement between culture results and mPCR (Kappa: 0.66). The protocol standardized in this study can be used as a screening method, because it has a sensitivity greater than that of the culture, used in parallel to the routine exams, allowing a diagnosis in a shorter time.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Leal C.A.S., Kim P.C.P., Almeida J.C., Melo R.P.B., Santos A.S., Lima D.C.V., Pinheiro Júnior J.W. & Mota R.A. 2018. [Standardization of a PCR multiplex for the detection of dermatophytes in dogs and cats fur and crusts.] Padronização de multiplex PCR para detecção de dermatófitos em pelos e crostas de cães e gatos. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1824-1828. Laboratório de Doenças Infecciosas dos Animais Domésticos, Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Av. Dom Manoel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: c_adrianosl@hotmail.com Objetivou-se padronizar uma reação do tipo multiplex PCR (mPCR) para detectar Microsporum canis, Microsporum gypseum e o complexo Trichophyton mentagrophytes em amostras de pelos e/ou crostas de cães e gatos. 250 amostras de pelos e/ou crostas de cães e gatos foram analisadas por meio de exame direto e cultura, o DNA das mesmas foi extraído para mPCR. Primers foram desenhados e como controle positivo da reação utilizou-se o DNA extraído de colônias de M. canis (URM 6273), M. gypseum (URM 6921) e T. mentagrophytes (URM 6211), provenientes da Coleção de Culturas (Micoteca URM), Departamento de Micologia, Centro de Ciências Biológicas da Universidade Federal de Pernambuco (CCB/UFPE). Como controles negativos de reação, utilizou-se água destilada esterilizada e DNA extraído de Alternaria sp. para verificar a especificidade dos primers. Do total de amostras analisadas, 15 (6%) foram identificadas, em cultura, como dermatófitos, e destas, 10 foram M. canis, três M. gypseum e dois T. mentagrophytes (complexo). Destas 15 amostras positivas, 11 (73,3%) foram detectadas por meio da mPCR. Além destas, seis outras, negativas em cultura, foram identificadas como M. gypseum. Verificou-se uma boa concordância entre os resultados da cultura e mPCR (Kappa: 0,66). O protocolo padronizado neste estudo pode ser utilizado como um método de triagem, por apresentar uma sensibilidade maior que a da cultura, usado paralelamente aos exames de rotina, permitindo um diagnóstico em menor tempo.


Changes in C-reactive protein and rheumatoid factor in dogs naturally infected by Leishmania spp., 38(9):1829-1833

Abstract in English:

ABSTRACT.- Braz P.H., Lima G.L., Sartoretto M.C., Marinho C.P. & Deboleto S.G.C. 2018. [Changes in C-reactive protein and rheumatoid factor in dogs naturally infected by Leishmania spp.] Alterações da proteína C reativa e fator reumatoide em cães naturalmente infectados por Leishmania spp. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1829-1833. Faculdade de Medicina Veterinária, Centro Universitário da Grande Dourados, Cx. Postal 0000, Dourados, MS 79824-900, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com Canine visceral leishmaniasis is a zoonosis considered a priority tropical disease. The disease affects various body systems of dogs, including viscera and skin. C-reactive protein (CRP) and rheumatoid factor (RF) are tests performed in medicine for the detection of inflammation and arthritis in humans, however, there are few studies aimed at dogs with leishmaniasis that demonstrate changes in CRP and RF. This work aimed to demonstrate the changes of CRP and RF and its correlation with hyperproteinemia and hyperalbuminemia, in addition to the comparison with the left deviation present in the hematological examination. The work was carried out at the Veterinary Hospital of the University Center of Grande Dourados/MS and Zoonoses Control Center, in which 34 dogs of different breeds and ages were submitted to venous blood collection for immuno-latex exams, Biochemistry and blood count in dogs naturally infected with Leishmania spp. Only dogs to the DPP&#63194; rapid test for leishmaniasis were used, together with a positive result in parasitological examination, after hematological and biochemical tests were performed. When the test for the quantification of FR in serum was performed, for the 34 animals studied, positivity was observed in only 1 animal, while the dogs were PCR positive in 38.23% of the cases studied. In cases of animals with leishmaniasis it is possible to establish inflammatory levels early, whereas the FR showed not to be a good marker for animals seropositive for the disease.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Braz P.H., Lima G.L., Sartoretto M.C., Marinho C.P. & Deboleto S.G.C. 2018. [Changes in C-reactive protein and rheumatoid factor in dogs naturally infected by Leishmania spp.] Alterações da proteína C reativa e fator reumatoide em cães naturalmente infectados por Leishmania spp. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1829-1833. Faculdade de Medicina Veterinária, Centro Universitário da Grande Dourados, Cx. Postal 0000, Dourados, MS 79824-900, Brazil. E-mail: pauloh.braz@hotmail.com A leishmaniose visceral canina é uma zoonose considerada doença tropical de prioridade. A leishmaniose afeta vários sistemas do corpo dos cães, incluindo vísceras e pele. A proteína C reativa (PCR) e o fator reumatoide (FR) são exames realizados na medicina para detecção de inflamação e artrites em seres humanos, no entanto, há poucos trabalhos voltados para cães com leishmaniose que demonstrem as alterações ocorridas na PCR e FR. Este trabalho teve como objetivo demonstrar as alterações de PCR e FR e sua correlação com a hiperproteinemia e hiperalbuminemia, além da compararação com o desvio a esquerda presente no exame hematológico. O trabalho foi realizado no Hospital Veterinário do Centro Universitário da Grande Dourados/MS e Centro de Controle de Zoonoses, no qual foram avaliados 34 cães, de diversar raças e idade e submetidos a colheita de sangue venosa para realização de exames em imuno-látex, bioquímica sérica e hemograma, em cães naturalmente infectados por Leishmania spp. Foram utilizados somente cães positivos ao teste rápido DPP&#63194; para leishmaniose, juntamente com resultado positivo no exame parasitológico, depois de diagnosticados foram realizados exames hematológicos e bioquímicos. Quando realizado o teste para quantificação de FR em soro sanguíneo, para os 34 animais estudados, foi observado positividade em apenas 1 animal, enquanto que os cães foram positivos para a PCR em 38,23% dos casos estudados. Em casos de animais com leishmaniose é possível estabelecer níveis inflamatórios precocemente, enquanto que o FR demonstrou não ser um bom marcador para animais soropositivos para a doença.


Suture and venous traction test analysis in dogs fixed in alcohol and preserved in saline solution, 38(9):1834-1837

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pelógia M.E.S., Cerqueira E.S.F., Silveira C.P.B., Rolim G.S., Fechis A.D.S., Rocha T.A.S.S., Laus J.L. & Oliveira F.S. 2018. Suture and venous traction test analysis in dogs fixed in alcohol and preserved in saline solution. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1834-1837. Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884&#8209;900, Brazil. E-mail: singaretti@fcav.unesp.br The objective of this research was to determine in necropsied dogs the best time for fixation in ethylic alcohol (EA) and preservation in 30% sodium chloride aqueous solution (SCAS 30%), aiming micro-surgical training. Five groups of necropsied dogs (G1 to G5) were fixed with EA, and put in boxes containing EA for 30 (G2), 60 (G3), 90 (G4) or 120 days (G5). After that, each group was preserved in SCAS 30% for 120 days. The control group (G1) was composed by cadavers without fixation/preservation. At the end of each period, two fragments of external jugular vein per cadaver were collected, for traction test. Immediately after the collection, the cadavers femoral veins were evaluated (by 2 people) regarding the suture quality in binocular surgical microscope, and attributed scores from 0 (bad) to 5 (excellent), regarding the fresh samples. The average at the maximum rupture strength of the G3 fixation end (21.51N), such as the average of the G2 preserving end (21.62N) remained closer to the control group (19.98N) and the G2 was the group with the best score for venous suture training. The EA was efficient as a fixative just like SCAS as a dog cadavers’ preservative. The small change of the traction test values, together with the best suture score, indicated the group kept for 30 days in EA and SCAS (G2) as the best for venous micro-surgical training.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pelógia M.E.S., Cerqueira E.S.F., Silveira C.P.B., Rolim G.S., Fechis A.D.S., Rocha T.A.S.S., Laus J.L. & Oliveira F.S. 2018. Suture and venous traction test analysis in dogs fixed in alcohol and preserved in saline solution. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1834-1837. Universidade Estadual Paulista, Via de acesso Paulo Donato Castelane, Jaboticabal, SP 14884&#8209;900, Brazil. E-mail: singaretti@fcav.unesp.br O objetivo deste trabalho foi determinar, em cadáveres de cães, o melhor tempo para fixação em álcool etílico (AE) e conservação em solução aquosa de cloreto de sódio (SACS) a 30% visando o treinamento microcirúrgico. Cadáveres de cinco grupos (G1 a G5) foram fixados com AE e colocados em caixas contendo AE por 30 (G2), 60 (G3), 90 (G4) ou 120 days (G5). Depois, cada grupo foi conservado em SACS 30% por 120 dias. O grupo controle (G1) foi composto de cães sem fixação/conservação. Ao final de cada período, 2 fragmentos da veia jugular externa por cadáver foram coletados para o teste de tração. Imediatamente após a coleta, as veias femorais foram avaliadas (por 2 pessoas) em relação à qualidade da sutura em microscópio cirúrgico binocular, e atribuídos escores de 0 (péssimo) à 5 (excelente), em relação às amostras frescas. A média da força máxima de ruptura no G3 no final da fixação (21,51N), assim como a média do G2 no final da conservação (21,62N) foram as que mais se mantiveram próxima do grupo controle (19,98N) e o G2 foi o grupo com o melhor escore para treinamento da sutura venosa. O AE foi eficiente como fixador assim como a SACS foi efetiva na conservação de cadáveres de cães. A pequena alteração nos valores do teste de tração, junto com o melhor escore para sutura, indicaram o grupo mantido por 30 dias em AE e SACS (G2) como o melhor para treinamento venoso microcirúrgico.


Wildlife Medicine
Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center, 38(9):1838-1843

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silveira D.R., Milan C., Ferrasso M.M., Dias P.A., Moraes T.P., Bandarra P.M., Minello L.F. & Timm C.D. 2018. [Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center.] Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica isoladas de animais silvestres em um centro de reabilitação. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1838-1843. Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Departamento de Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, prédio 34, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: debora.rsilveira@hotmail.com Wild animals can transmit pathogenic bacteria to human and domestic animal’s health. Some bacteria, such as Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Yersinia enterocolitica and Salmonella enterica, cause diseases in humans and can contaminate domestic and wild animais. The Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre of Universidade Federal de Pelotas (Nurfs-UFPel) attend a specific regional demand of wildlife in Brazil. The aim of this paper was to identify the presence of these pathogenic bacteria in wild animals in rehabilitation. Stool samples were collected using sterile swabs from 34 birds, 16 mammals and 23 reptilian that were housed at Nurfs. Of the 73 collections, Y. enterocolitica was isolated from four (5.48%) of two birds, one mammal and one reptile. Salmonella and Campylobacter were not isolated. The molecular profile of bands of Y. enterocolitica identified in rep-PCR had differences. These results indicated that the isolates did not have a recent common origin. Pantherophis guttatus, Didelphis albiventris, Turdus rufiventris and Vanellus chilensis could shelt Y. enterocolitica and eliminate the bacteria in stool, offering risk of dissemination of these microorganisms in the environment with possible contamination of humans and other animals.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silveira D.R., Milan C., Ferrasso M.M., Dias P.A., Moraes T.P., Bandarra P.M., Minello L.F. & Timm C.D. 2018. [Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. and Yersinia enterocolitica isolated from wildlife animals of a reabilitation center.] Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica isoladas de animais silvestres em um centro de reabilitação. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1838-1843. Laboratório de Inspeção de Produtos de Origem Animal, Departamento de Veterinária Preventiva, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, prédio 34, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: debora.rsilveira@hotmail.com Muitas espécies de animais silvestres de vida livre servem como reservatório de bactérias patogênicas que ameaçam a saúde humana e dos animais domésticos. Algumas bactérias, como Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Yersinia enterocolitica e Salmonella enterica, causam enfermidades em humanos e podem contaminar os animais domésticos e silvestres. O Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre da Universidade Federal de Pelotas (NURFS-UFPel) soluciona uma demanda regional específica de atenção à fauna silvestre brasileira. O objetivo desse trabalho foi identificar a presença de Campylobacter jejuni, Campylobacter coli, Salmonella spp. e Yersinia enterocolitica em animais silvestres que se encontravam em processo de reabilitação. Foram coletadas amostras de fezes, com uso de zaragatoas estéreis, de 34 aves, 16 mamíferos e 23 répteis. Dos 73 animais amostrados, quatro (5,48%) albergavam Y. enterocolitica, sendo duas aves, um mamífero e um réptil. Salmonella e Campylobacter não foram isolados. Os perfis de bandas dos isolados de Y. enterocolitica analisados pela rep-PCR foram diferentes entre si. Esses resultados indicam que as cepas isoladas não estão relacionadas entre si, não possuindo uma origem comum recente. Vanellus chilensis, Turdus rufiventris, Didelphis albiventris e Pantherophis guttatus podem albergar Y. enterocolitica e eliminá-la nas fezes, oferecendo risco de disseminação desse micro-organismo no ambiente, além de constituírem possíveis fontes de contaminação para humanos e outros animais.


Lontra longicaudis infected with canine parvovirus and parasitized by Dioctophyma renale, 38(9):1844-1848

Abstract in English:

ABSTRACT.- Echenique J.V.Z., Soares M.P., Mascarenhas C.S., Bandarra P.M., Quadros P., Driemeier D. & Schild A.L. 2018. Lontra longicaudis infected with canine parvovirus and parasitized by Dioctophyma renale. [Lontra longicaudis de vida livre infectada por parvovirus canino e parasitada por Dioctophyma renale.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1844-1848. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br This study describes a case of parvovirus infection in a river otter (Lontra longicaudis) assisted at the Wildlife Rehabilitation Center and Wildlife Screening Center, Federal University of Pelotas (UFPel), Rio Grande do Sul state, Brazil. Clinical signs included apathy, dark and fetid diarrhea, and crusted lesions on the palmar pads of the fore and hind limbs. The animal died after undergoing support treatment with antibiotics, anti-inflammatory, and fluid therapy. At necropsy, the intestines were reddened and edematous and the right kidney was diminished by one third of its normal size and covered with whitish, spongy material. A female Dioctophyma renale was found free in the abdominal cavity. Histologically, dilatation of the intestinal crypts and fusion and blunting of the intestinal villi were observed. In addition, moderate, multifocal lymphocytic enteritis with lymphoid depletion in Peyer’s patches and mesenteric lymph nodes were present. Immunohistochemistry with anti-canine parvovirus monoclonal antibody (anti-CPV) was strongly positive in the bone marrow cells and enterocytes of the intestinal crypts, confirming the diagnosis of parvovirus infection. The peritoneum on the right kidney was expanded with a cuboidal cell border, forming multiple papillary projections associated with eggs of D. renale and severe inflammatory infiltrate (giant cells, macrophages, lymphocytes, eosinophils, and plasma cells). Areas of necrosis and mineralization were also observed. Due to fragmentation and degradation of its natural habitat, the otter approached the urban area and was contaminated with the virus, which is hosted and disseminated by domestic animals. Infection with D. renale can be associated with the large population of parasitized domestic animals, which eliminate the helminth eggs through urine, contaminating the environment where the parasite intermediate and paratenic hosts co-inhabit. The diseases of these animals can be a decline factor of wild populations that inhabit the region and are an alert to spillover risk.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Echenique J.V.Z., Soares M.P., Mascarenhas C.S., Bandarra P.M., Quadros P., Driemeier D. & Schild A.L. 2018. Lontra longicaudis infected with canine parvovirus and parasitized by Dioctophyma renale. [Lontra longicaudis de vida livre infectada por parvovirus canino e parasitada por Dioctophyma renale.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1844-1848. Laboratório Regional de Diagnóstico, Faculdade de Veterinária, Universidade Federal de Pelotas, Campus Capão do Leão, Pelotas, RS 96010-900, Brazil. E-mail: alschild@terra.com.br Descreve-se um caso de parvovirose em uma lontra (Lontra longicaudis) enviada ao Núcleo de Reabilitação da Fauna Silvestre e Centro de Triagem de Animais Silvestres da Universidade Federal de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. O animal estava debilitado, apático, apresentava diarreia escura e fétida e lesões crostosas nos coxins palmares dos membros torácicos e pélvicos, morrendo após tratamento de suporte com antibiótico, anti-inflamatório e fluidoterapia. Na necropsia os intestinos estavam edematosos e avermelhados e o rim direito estava recoberto de material brancacento e esponjoso, com comprometimento de cerca de um terço do órgão. Foi observado, também, um exemplar de Dioctophyma renale, fêmea, livre na cavidade abdominal. Histologicamente havia fusionamento das vilosidades, dilatação das criptas intestinais com enterite linfocítica moderada multifocal e depleção linfoide nos linfonodos mesentéricos. Na técnica de imuno-histoquímica (IHQ) com anticorpo monoclonal anti-Parvovírus canino (Anti-CPV) houve marcação positiva nos enterócitos da base das vilosidades intestinais e na medula óssea, confirmando o diagnóstico de parvovirose. O peritônio sobre o rim direito estava espessado e revestido por células cuboides, formando múltiplas projeções papilares, nas quais observava-se acentuado infiltrado de células gigantes, macrófagos, linfócitos, eosinófilos e plasmócitos. Entre as projeções papilares havia ovos de Dioctophyma renale, áreas de necrose, calcificação e células gigantes. Conclui-se que a lontra, em função da fragmentação e degradação de seu habitat natural, aproximou-se do centro urbano e contaminou-se com o vírus, o qual é mantido e disseminado por animais domésticos. Por sua vez, a infecção por D. renale pode estar relacionada com a presença de animais domésticos parasitados, os quais eliminam ovos do helminto através da urina contaminando o ambiente, onde coabitam hospedeiros intermediários e paratênicos do parasito. As doenças desses animais podem ser um fator de declínio das populações de animais silvestres e alerta para o risco de spill-over na região.


Animal Morphophysiology
Morfometria da fibra muscular peitoral e das vilosidades intestinais de Calidris pusilla durante o período de invernada no Brasil, 38(9):1849-1855

Abstract in English:

ABSTRACT.- Chaves F.Q., Neri Júnior N.A., Rodrigues R.C., Araujo H.F.P. & Guerra R.R. 2018. Morphometry of pectoral muscle fiber and intestinal villi of Calidris pusilla during the wintering period in Brazil. [Morfometria da fibra muscular peitoral e das vilosidades intestinais de Calidris pusilla durante o período de invernada no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1849-1855. Laboratório de Histologia Animal, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Areia, PB 58397-000, Brasil. E-mail: rromaoguerra@gmail.com Migration is an event observed in several animals, such as shorebirds moving between the northern and southern hemispheres, during breeding and wintering intervals. Morphophysiological adaptations are necessary to allow the maintenance of migratory cycles and, therefore, studies with this focus can help clarify biological aspects related to migration. We analyzed the morphology variation in pectoral muscles and intestinal mucosa of Calidris pusilla, during different phases of the wintering period on the coast of Brazil. Fragments of pectoral muscles and duodenal were collected, fixed and processed for histology according to standard procedure, from specimens captured in a locality on the Brazilian coast. Modifications were found in the measured parameters among the three phases of wintering, arrival in Brazil (October, mid-period), January and departure to the Northern Hemisphere - May. The registered structural dynamism characterizes the growth of flight musculature and intestinal changes related to nutrition. Such changes occur temporarily due to the activities of preparation and migration between the northern and southern hemispheres.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Chaves F.Q., Neri Júnior N.A., Rodrigues R.C., Araujo H.F.P. & Guerra R.R. 2018. Morphometry of pectoral muscle fiber and intestinal villi of Calidris pusilla during the wintering period in Brazil. [Morfometria da fibra muscular peitoral e das vilosidades intestinais de Calidris pusilla durante o período de invernada no Brasil.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1849-1855. Laboratório de Histologia Animal, Centro de Ciências Agrárias, Universidade Federal da Paraíba, Cidade Universitária, Areia, PB 58397-000, Brasil. E-mail: rromaoguerra@gmail.com A migração é um evento observado em vários animais, como as aves limícolas que se deslocam entre os hemisférios norte e sul, durante os intervalos de reprodução e invernada. Adaptações morfofisiológicas são necessárias para permitir a manutenção dos ciclos migratórios e, portanto, estudos com esse enfoque podem ajudar a esclarecer aspectos biológicos relacionados à migração. Analisamos a variação morfológica nos músculos peitorais e mucosa intestinal de Calidris pusilla, durante diferentes fases do período de invernada no litoral brasileiro. Fragmentos de músculos peitorais e duodenais foram coletados, fixados e processados &#8203;&#8203;para histologia de acordo com o procedimento padrão, a partir de espécimes capturados na localidade da costa brasileira. O dinamismo estrutural registrado caracteriza o crescimento da musculatura de vôo e as alterações intestinais relacionadas à nutrição. As mudanças nos parâmetros medidos entre as três fases do inverno, chegada ao Brasil (outubro, meio período), janeiro e saída para o Hemisfério Norte. Tais mudanças ocorrem temporariamente devido às atividades de preparação e migração entre os hemisférios norte e sul.


Evaluation of lactatemia and muscle enzymes in Quarter Horses subjected to team ropping with different types of training, 38(9):1856-1862

Abstract in English:

ABSTRACT.- Pereira M.S., Gerardi B., Denadai D.S., Chaves A.A., Barbosa J.P.B., Zanon J.E.O., Gomide L.M.W. & Mendes L.C.N. 2018. [Evaluation of lactatemia and muscle enzymes in Quarter Horses subjected to team ropping with different types of training.] Avaliação da lacatatemia e das enzimas musculares de equinos Quarto de Milha submetidos à prova de laço em dupla com diferentes tipos de treinamento. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1856-1862. Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Campus de Araçatuba, Rua Clóvis Pestana 793, Bairro Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: marijeronymo@hotmail.com The aim of this study was to evaluate the influence of different types of training on physical fitness through the determination of blood lactate and serum creatinine kinase, aspartate aminotransferase, and lactate dehydrogenase activity after high intensity and short duration physical exercise. Venous blood samples were obtained from 16 Quarter Horses, divided into two groups: the regular training group (GTR) and sporadic training group (GTE), in seven different moments: 30 minutes before exercise (M0), immediately after the exercise (M1), 30 minutes (M2), one hour (M3), two hours (M4), six hours (M5) and 24 hours (M6) after the exercise. For statistical analysis, data was tested for normality and homogeneity of variances. To compare the groups and times in each group, parametric tests (ANOVA) were used for muscular enzymes activity and not parametric tests (Mann-Whitney and Friedmann) were used to analyze blood lactato (P<0.05). There was no significant difference between groups for any variable. However, within the experimental groups it was possible to observe significant differences between the evaluated moments, in relation to lactate and LDH. In the GTE, significant differences were observed for lactate between M0 and M1, with respective values &#8203;&#8203;of 0.90 mmol/L (min. 0.8, max. 1.6) and 3.65 mmol/L (min. 1.0, max. 5,7) and for LDH, where the values &#8203;&#8203;described in M6 differed significantly from M0, M1, M2, M3 and M4. In the GTR, significant differences between the experimental moments were observed in relation to LDH, and the values &#8203;&#8203;observed in M6 were the lowest and differed significantly from those found in M1, M2, M3 and M4. In conclusion, there was no difference between the fitness of animals regularly trained and those trained sporadically. The low magnitude of elevations of serum CK, AST and LDH activity after exercise and the quick return to baseline values, including the blood lactate observed in both groups, suggest that all of evaluated animals were conditioned and able to perform such physical activity.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Pereira M.S., Gerardi B., Denadai D.S., Chaves A.A., Barbosa J.P.B., Zanon J.E.O., Gomide L.M.W. & Mendes L.C.N. 2018. [Evaluation of lactatemia and muscle enzymes in Quarter Horses subjected to team ropping with different types of training.] Avaliação da lacatatemia e das enzimas musculares de equinos Quarto de Milha submetidos à prova de laço em dupla com diferentes tipos de treinamento. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1856-1862. Departamento de Clínica, Cirurgia e Reprodução Animal, Faculdade de Medicina Veterinária, Universidade Estadual Paulista, Campus de Araçatuba, Rua Clóvis Pestana 793, Bairro Dona Amélia, Araçatuba, SP 16050-680, Brazil. E-mail: marijeronymo@hotmail.com O objetivo do trabalho foi avaliar a influência de diferentes tipos de treinamento sobre o condicionamento físico de equinos por meio da determinação do lactato sanguíneo e da atividade sérica de creatina quinase, aspartato aminotransferase e lactato desidrogenase após exercício físico de alta intensidade e curta duração. Amostras de sangue venoso foram obtidas de 16 equinos da raça Quarto de Milha, divididos em dois grupos: grupo de treinamento regular (GTR) e grupo de treinamento esporádico (GTE), em sete diferentes momentos: 30 minutos antes do exercício (M0), imediatamente após (M1), 30 minutos (M2), uma (M3), duas (M4), seis (M5) e 24 (M6) horas após o exercício. Para a análise estatística, os dados foram testados quanto à normalidade e homogeneidade de variâncias. Para comparar os grupos e os momentos em cada grupo foram utilizados testes paramétricos (ANOVA) para a análise das atividades séricas das enzimas musculares e não paramétricos (Mann-Whitney e Friedmann) para a análise do lactato sanguíneo (P<0,05). Não houve diferença significativa entre os grupos para nenhuma variável. No entanto, dentro dos grupos experimentais foi possível observar diferenças significativas entre os momentos avaliados, em relação ao lactato e à LDH. No GTE, foram observadas diferenças significativas quanto ao lactato, entre o M0 e o M1, com valores respectivos de 0,90 mmol/L (mín. 0,8 - máx. 1,6) e 3,65mmo/L (mín. 1,0 - máx. 5,7) e quanto à LDH, onde os valores descritos no M6 diferiram significativamente de M0, M1, M2, M3 e M4. No GTR, diferenças significativas entre os momentos experimentais foram observadas em relação à LDH, sendo que os valores observados no M6 foram os menores e diferiram significativamente daqueles encontrados no M1, M2, M3 e M4. Em conclusão, não houve diferença entre o condicionamento físico dos animais treinados regularmente e aqueles treinados esporadicamente. A baixa magnitude das elevações das concentrações de CK, AST e LDH após o exercício e o rápido retorno aos valores basais, inclusive do lactato, observados em ambos os grupos, sugere que todos os animais avaliados estavam condicionados e aptos a realizar tal atividade física.


In vitro maturation of collared peccary (Pecari tajacu) oocytes after different incubation times, 38(9):1863-1868

Abstract in English:

ABSTRACT.- Borges A.A., Santos M.V.O., Queiroz Neta L.B., Oliveira M.F., Silva A.R. & Pereira A.F. 2018. In vitro maturation of collared peccary (Pecari tajacu) oocytes after different incubation times. [Maturação in vitro de oócitos de cateto (Pecari tajacu) após diferentes períodos de incubação.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1863-1868. Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Av. Francisco Mota 572, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: alexsandra.pereira@ufersa.edu.br Oocyte in vitro maturation (IVM) is the first step of the in vitro reproductive technologies that enables mature oocytes to be generated ex vivo and after used for embryo production. In this sense, the establishment of culture environment, as oocyte incubation time, is essential for the success of the IVM. Therefore, the study was carried out to investigate the relationship between the meiotic potential and the IVM times of collared peccary oocytes, wild mammals of great commercial and ecological interest. Thus, ovaries were collected of females derived from captivity and transported to the laboratory within 1 hour of slaughtering. The oocytes derived from follicles (3-6mm in diameter) were recovered by aspirated and sliced. Good quality oocytes (evenly granulated cytoplasm with a least one layer of surrounding cumulus cells) were selected and subjected to culture in TCM 199 supplemented with 10µg/mL FSH, 10% FBS and 100µM cysteamine at 38.5°C, 5% CO2 and maximum humidity for 24 or 48 hours. After the incubation period, the nuclear status, the presence of first polar body and the expansion of cumulus cells of oocytes were assessed. The data obtained were analyzed by Fisher exact test (P<0.05). A total of four sessions (2-3 females per session) were performed, resulting in eighteen aspirated and sliced ovaries with normal morphological characteristics. An oocyte recovery rate of about 83.1% (59/71) was obtained with 3.3 oocytes/ovary and 2.3 viable oocytes/ovary. After different incubation times, differences (P<0.05) were observed in 24 and 48 hours for expansion of the cumulus cells (38.1% vs. 100%), presence of first polar body (52.4% vs. 90.5%) and nuclear status in second metaphase (19.0% vs. 76.2%), respectively. In conclusion, 48 hours is suitable time for the in vitro maturation of oocytes derived from collared peccaries when compared to the time of 24 hours, according to the meiotic potential observed. Additional studies should be conducted to improve the quality of the oocyte culture environment, as medium composition, aiming to obtain viable mature oocytes for other in vitro biotechnologies.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Borges A.A., Santos M.V.O., Queiroz Neta L.B., Oliveira M.F., Silva A.R. & Pereira A.F. 2018. In vitro maturation of collared peccary (Pecari tajacu) oocytes after different incubation times. [Maturação in vitro de oócitos de cateto (Pecari tajacu) após diferentes períodos de incubação.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1863-1868. Universidade Federal Rural do Semi-Árido, Av. Francisco Mota 572, Mossoró, RN 59625-900, Brazil. E-mail: alexsandra.pereira@ufersa.edu.br A maturação in vitro (MIV) oocitária é a primeira etapa das tecnologias reprodutivas in vitro que permite que oócitos maturados sejam gerados ex vivo e depois usados para a produção de embriões. Nesse sentido, o estabelecimento do ambiente de cultivo, como o período de incubação de oócitos, é essencial para o sucesso da MIV. Portanto, o estudo foi realizado para investigar a relação entre o potencial meiótico e os períodos de MIV de oócitos derivados de catetos, mamíferos silvestres de grande interesse comercial e ecológico. Para tanto, os ovários foram coletados de fêmeas derivadas de cativeiro e transportados ao laboratório dentro de 1 h após o abate. Os oócitos derivados de folículos (3-6mm de diâmetro) foram recuperados por aspiração e fatiados. Oócitos de boa qualidade (citoplasma uniformemente granulado com pelo menos uma camada circundante de células cumulus) foram selecionados e submetidos ao cultivo em TCM 199 suplementado com 10µg/mL de FSH, 10% de SFB e 100&#956;M de cisteamina a 38,5°C, 5% de CO2 e umidade máxima por 24 e 48 h. Após o período de incubação, o estado nuclear, a presença do primeiro corpúsculo polar e a expansão das células do cumulus dos oócitos foi avaliada. Os dados obtidos foram analisados pelo teste exato de Fisher (P<0,05). Um total de quatro sessões (2-3 fêmeas por sessão) foi realizado, resultando em dezoito ovários aspirados e fatiados com características morfológicas normais. Uma taxa de recuperação oocitária de aproximadamente 83,1% (59/71) foi obtida com 3,3 oócitos/ovário e 2,3 oócitos viáveis/ovário. Após diferentes períodos de incubação, diferenças (P<0,05) foram observadas entre 24 e 48 h para a expansão das células cumulus (38,1% vs. 100%), presença de primeiro corpúsculo polar (52,4% vs. 90,5%) e estado nuclear na segunda metáfase (19,0% vs. 76,2%), respectivamente. Em conclusão, 48 h é o período adequado para a maturação in vitro de oócitos derivados de catetos quando comparado ao tempo de 24 h, de acordo com o potencial meiótico observado. Estudos adicionais devem ser conduzidos para melhorar a qualidade do ambiente de cultivo oocitário, como a composição de meio, objetivando obter oócitos maturados viáveis para outras biotecnologias in vitro.


Echocardiographic parameters and vertebral heart size (VHS) in lambs during the neonatal period, 38(9):1869-1877

Abstract in English:

ABSTRACT.- Ulian C.M.V., Lourenço M.L.G., Inamassu L.R., Souza P.M., Mamprim M.J., Alfonso A. & Chiacchio S.B. 2018. Echocardiographic parameters and VHS in lambs during the neonatal period. [Parâmetros ecocardiográficos e tamanho cardíaco vertebral (VHS) em cordeiros durante o período neonatal.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1869-1877. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Devido à imaturidade cardíaca, os recém-nascidos apresentam uma morfologia e débito cardíacos diferenciados quando comparado aos adultos. O objetivo deste estudo foi descrever as alterações cardíacas ecocardiográficas e silhueta cardíaca ao exame radiográfico a partir do método VHS (vertebral heart size) em cordeiros recém-nascidos durante o período neonatal. Vinte e oito cordeiros saudáveis da raça Ile de France foram avaliados desde o nascimento até os 35 dias de idade. Ao exame ecocardiográfico avaliou-se em sístole e diástole, os índices relacionados aos ventrículos direito (VD) e esquerdo (VE), a parede livre do ventrículo esquerdo, aorta (Ao), átrio esquerdo (Ae), septo e ponto E, e diâmetros finais. Foi feita a relação entre o átrio esquerdo e aorta, além da fração de ejeção e de encurtamento. O VHS foi mensurado a partir do tamanho dos eixos longo e curto do coração em relação às vértebras torácicas. Os resultados obtidos demonstraram aumento do VE em relação ao VD no decorrer dos 35 dias (p<0,05). Os índices calculados e a relação AE:Ao não tiveram diferença. Os valores de VHS tiveram distribuição normal com média de 9,67 vértebras em todo o período. Os parâmetros radiográficos e ecocardiográficos mostraram diferenças significativas entre os momentos analisados. Os valores VHS variaram de 8.4 a 11.2 vertebras. Para evitar que essas alterações sejam erroneamente interpretadas como cardiopatias na espécie, este estudo demonstra às peculiaridades do desenvolvimento cardíaco neonatal em cordeiros, além de descrever parâmetros para esta faixa etária em cordeiros da raça Ilê de France.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Ulian C.M.V., Lourenço M.L.G., Inamassu L.R., Souza P.M., Mamprim M.J., Alfonso A. & Chiacchio S.B. 2018. Echocardiographic parameters and VHS in lambs during the neonatal period. [Parâmetros ecocardiográficos e tamanho cardíaco vertebral (VHS) em cordeiros durante o período neonatal.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1869-1877. Departamento de Clínica Veterinária, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Rua Prof. Doutor Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Due to cardiac immaturity, newborns have a different morphology and cardiac output when compared with adults. The purpose of this study was to describe the cardiac changes in echocardiographic characteristics and vertebral heart size (VHS) in newborn lambs during the neonatal period. Twenty-eight healthy Ile de France lambs were evaluated from birth to 35 days old. With the assistance of echocardiography, this study evaluated, both in systole and diastole, indexes related to the right and left ventricles, the aorta (Ao), the left atrium (LA), the E point to septal separation (EPSS) and the thickness of the interventricular septum (VSd, VSs). The left atrium-to-aorta ratio (LA:Ao) was analyzed and both the shortening (SF%) and ejection fractions were calculated (EF%). The VHS was obtained by measuring the heart’s long and short axes and comparing it to the thoracic vertebrae. Throughout the first 35 days, the results obtained demonstrated an increased LV:RV ratio when compared to adult lambs. The calculated indexes and the LA:Ao ratio did not present statistically significant differences. The VHS values were normally distributed, presenting a mean of 9.67 vertebrae (v) during the entire period. Both radiographic and echocardiographic parameters showed significant differences between the analyzed moments. The VHS values ranged from 8.4v at the minimum end to 11.2v at the maximum. In order to prevent these changes from being misdiagnosed as heart diseases, this study contributed to take note of neonatal physiological anatomy peculiarities and in addition, it describes the parameters for this age in Ilê de France lambs.


Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta, 38(9):1878-1884

Abstract in English:

ABSTRACT.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém&#8209;nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Newborn animals, in the fetal-to-neonatal transition, usually face several challenges in their first 24 hours, including issues with acid-base balance, glycemic levels and oxygenation. Difficulties to overcome such issues have caused several deaths among newborns. Therefore, studies have been carried out in order to evaluate them. The main purpose of this study is to evaluate the correlation between the serum lactate level in the mother, in the placenta and in the newborn. Moreover, the study measured the lactate level, blood glucose level and blood gas level in the first 24 hours. Tests were carried out right after birth, and at 4, 8, 12 and 24 hours after. Lactate levels were quite similar to the placental levels (p=0.991) which, in turn, were significantly different from the mother’s (p=0.011). Results showed that, shortly after birth, the production of lactate in the placenta is part of the issue. Along the first 24 hours, the study observed a reduction of the levels of lactate in newborns; the levels were closer to the normal index levels for the species. Regarding the blood gas test results, we observed mild metabolic acidosis at birth; acid-base balance was completely stable at the end of the period.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Peternelli Silva L., Lourenço M.L.G., Paula R.A., Verdugo M.R., Pereira K.H.N.P. & Chiacchio S.B. 2018. Assessment of serum lactate levels, blood glucose values and blood gas values in sheep, newborn lambs and placenta. [Avaliação da concentração de lactato sérico, glicemia e hemogasometria de ovelhas, cordeiros recém&#8209;nascidos e placenta.] Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1878-1884. Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Universidade Estadual Paulista, Departamento de Clínica Veterinária, Rua Prof. Dr. Walter Mauricio Correa s/n, Distrito de Rubião Júnior, Botucatu, SP 18618-681 Brazil. E-mail: mege@fmvz.unesp.br Os principais desafios da transição fetal-neonatal são a estabilização do equilíbrio ácido-básico, glicemia e oxigenação ao longo das primeiras 24 horas de vida. Falhas nesse sistema são a maior causa de morte nesse período e os estudos de viabilidade neonatal tem se concentrado nas avaliações destas variáveis. O objetivo do presente estudo foi avaliar a comparação da lactatemia materna, placentária e neonatal ao nascimento e, ainda, observar o comportamento do lactato, glicemia e hemogasometria nas primeiras 24 horas de vida do neonato ovino. Para tanto, as avaliações foram realizadas ao nascimento, 4, 8, 12 e 24 horas após. A lactatemia neonatal se mostrou próxima à placentária (p=0,991) e significativamente diferente da materna (p=0,011), o que sugere uma influência da produção de lactato pela placenta na lactatemia neonatal ao nascimento. Ao longo das 24 horas de vida foi possível observar a depuração de lactato pelo organismo do neonato, aproximando assim dos valores de referência para a espécie. Na hemogasometria foi possível observar discreta acidose metabólica, com normalização já nas primeiras 4 horas e estabilização completa do equilíbrio ácido-básico ao final das 24 horas de vida.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV
-->