Resultado da pesquisa (2)

Termo utilizado na pesquisa Dimorphism

#1 - Outbreak of feline sporotrichosis in the metropolitan area of Recife, 38(9):1767-1771

Abstract in English:

ABSTRACT.- Silva G.M., Howes J.C.F., Leal C.A.S., Mesquita E.P., Pedrosa C.M., Oliveira A.A.F., Silva L.B.G. & Mota R.A. 2018. [Outbreak of feline sporotrichosis in the metropolitan area of Recife.] Surto de esporotricose felina na região metropolitana do Recife. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1767-1771. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manuel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: grasivet@hotmail.com Sporotrichosis is a subcutaneous mycosis caused by a dimorphic fungus from Sporothrix schenckii complex, which affects various species, especially feline, able to cause local, disseminated or systemic impairment. We aimed to report the occurrence of an outbreak of feline sporotrichosis in the Metropolitan Region of Recife. Swabs of skin ulcers in cats treated in the Veterinary Hospital of the Federal Rural University of Pernambuco and in particular veterinary establishments were collected. Diagnosis was made by cytological examination and fungal culture. From 115 suspicious cases, 59 cases were confirmed, unprecedented results in the state of Pernambuco. These registered cases of feline sporotrichosis have demonstrated clinical and epidemiological characteristics similar to those occurring in other regions of the country, characterized as a quick-spreading disease, of difficult treatment, which affects predominantly semi-domiciled young males in reproductive age.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Silva G.M., Howes J.C.F., Leal C.A.S., Mesquita E.P., Pedrosa C.M., Oliveira A.A.F., Silva L.B.G. & Mota R.A. 2018. [Outbreak of feline sporotrichosis in the metropolitan area of Recife.] Surto de esporotricose felina na região metropolitana do Recife. Pesquisa Veterinária Brasileira 38(9):1767-1771. Departamento de Medicina Veterinária, Universidade Federal Rural de Pernambuco, Rua Dom Manuel de Medeiros s/n, Dois Irmãos, Recife, PE 52171-900, Brazil. E-mail: grasivet@hotmail.com A esporotricose é uma micose subcutânea, causada por um fungo dimórfico do complexo Sporothrix schenckii que acomete várias espécies, especialmente a felina, causando comprometimento local, disseminado ou sistêmico. Objetivou-se relatar a ocorrência de um surto de esporotricose felina na Região Metropolitana do Recife. Foram coletados suabes de úlceras cutâneas de felinos atendidos no Hospital Veterinário da Universidade Federal Rural de Pernambuco e em Clínicas Veterinárias particulares. O diagnóstico foi realizado por meio de exame citológico e cultura fúngica. Dos 115 casos suspeitos, 59 casos foram confirmados, número nunca registrado anteriormente no estado de Pernambuco. Os casos de esporotricose felina registrados têm demonstrado aspectos clínicos e epidemiológicos semelhantes aos ocorridos em outras regiões do país, caracterizando-se como uma doença predominantemente de machos jovens em idade reprodutiva e semi-domiciliados, de difícil tratamento e de rápida disseminação.


#2 - Sexual dimorphism and perineal structure in Coendou prehensilis (Prehensile-tailed porcupine), 36(12):1215-1220

Abstract in English:

ABSTRACT.- Cury F.S. & Ambrósio C.E. 2016. [Sexual dimorphism and perineal structure in Coendou prehensilis (Prehensile-tailed porcupine).] Dimorfismo sexual e estrutura perineal em Coendou prehensilis (Ouriço-cacheiro). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1215-1220. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte, Pirassununga, SP 13635-000, Brazil. E-mail: fcury@usp.br Coendou prehensilis is a mammal that belongs to the Rodentia order, which consists of five suborders: Sciuromorfos, to which the squirrels belongs; Castorimorfos where we have the beavers; Myomorfos, which include the mice; Anomaluromorfos, Hare jumper, and Hystricomorfos, where we have the capybara. We used the porcupine clerk in the research (Coendou prehensilis), one male and one female, both adults. These animals were transferred to the Laboratory of Anatomy, Department of Veterinary Medicine, Faculty of Animal Science and Food Engineering, University of São Paulo (FZEA/USP), originating from roadaccidents in Pirassununga, SP (Registration n. 43274-1 SISBIO). The animals were fixed with 10% formaldehyde and dissected in the perineum region. The results showed that the only feature which allows us to differentiate males from females is the space between anus and the genitals of the animals; the male has a larger space than the female. The perineum is an extra cavity region with lozenge definition, and this definition is formed by interpubic bones, the pubic and processes of the pubic and ischium. The male Coendou prehensilis perineum consists of five major muscles, three arranged on the urogenital diaphragm surface (ischiocavernosus muscles, M. bulbocavernosus and Mm. bulboesponjosos) and two in the pelvic diaphragm (M. levator ani and M. penis retractor). The female’s perineum is composed by ischiocavernosus, bulbospongiosus, levator ani and external anal sphincter muscles. We conclude that both sexes have the ischiocavernosus muscles, Mm. bulboesponjosos, M. levator ani and external anal sphincter, and it is very important to study the perineal region of the animals, because understanding the function and location of each muscle we can contribute to future research on reproduction and animal behavior during copulation, helping to a better knowledge about reproductive potential of Erethizontidae rodents, and to contribute in the applied biotechnology development of reproduction, what can be helpful even in captivity reproduction of these animals besides the ones in free environment.

Abstract in Portuguese:

RESUMO.- Cury F.S. & Ambrósio C.E. 2016. [Sexual dimorphism and perineal structure in Coendou prehensilis (Prehensile-tailed porcupine).] Dimorfismo sexual e estrutura perineal em Coendou prehensilis (Ouriço-cacheiro). Pesquisa Veterinária Brasileira 36(12):1215-1220. Departamento de Medicina Veterinária, Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos, Universidade de São Paulo, Av. Duque de Caxias Norte, Pirassununga, SP 13635-000, Brazil. E-mail: fcury@usp.br Coendou prehensilis é um mamífero da ordem Rodentia, que é composta por cinco subordens: Sciuromorfos, a qual pertencem os esquilos; Castorimorfos, onde encontramos os castores; Myomorfos, a qual encontramos os ratos; Anomaluromorfos, Lebre-saltadora, e os Histricomorfos, onde observamos a capivara. Utilizamos nesta pesquisa o ouriço-cacheiro (Coendou prehensilis) sendo um macho e uma fêmea, ambos adultos. Estes animais foram encontrados em óbito por atropelamento nas rodovias da região de Pirassununga-SP e cedidos para o Laboratório de Anatomia do Departamento de Medicina Veterinária da Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo FZEA/USP devido a permissão do Ibama para estudar os animais (Registro SISBIO no. 43274-1), os quais foram fixados com formaldeído a 10% e dissecados na região do períneo. Os resultados mostraram que a única característica que nos permite diferenciar machos de fêmeas, é o espaço entre o ânus e as genitais dos animais, sendo que o macho apresenta essa distância maior que a fêmea. O períneo é uma região extra cavitária de delimitação losangular, sendo essa delimitação feita pelos ossos interpubiano, púbico e pelos processos do púbis e ísquio. O períneo do Coendou prehensílis macho é composto por cinco principais músculos, sendo três encontrados dispostos no diafragma urogenital superficial, (Músculos isquiocavernosos, M. bulbocavernoso e Mm. Bulboesponjosos) e dois no diafragma pélvico (M. levantador do ânus e M. retrator do pênis). O períneo da fêmea é composto pelos músculos (isquiocavernoso, o bulboesponjoso, levantador do ânus e esfíncter anal externo). Conclui-se que ambos os sexos possuem os músculos isquiocavernosos, Mm. Bulboesponjosos, M. levantador do ânus e esfíncter anal externo, além de que o estudo da região perineal dos animais é de grande importância, pois através do entendimento da função e localização de cada músculo, podemos contribuir para futuras pesquisas sobre reprodução e comportamento animal durante a cópula auxiliando para um melhor entendimento do potencial reprodutivo de roedores da família Erethizontidae, além de contribuir na base do desenvolvimento da biotecnologia aplicada à reprodução visando até mesmo à reprodução desses animais em cativeiro além do meio ambiente livre.


Colégio Brasileiro de Patologia Animal SciELO Brasil CAPES CNPQ UNB UFRRJ CFMV
-->